8comentários

Tá Com Medinho? Dispare Do Quadril!

por em 04/12/2011
 

Eu ia deixar pra escrever sobre isso outro dia, já que ontem já falamos sobre a Paralisia por Análise, mas… mudei de idéia :-)

No final do post de ontem eu falei que eu sofro de PpA, e que estou lutando contra isso. Pois bem, outra coisa que ajuda, além das dicas de ontem, é seguir aquela dica que diz “Shoot from the hip”, ou “dispare do quadril”, ou seja, não se preocupe sequer em levantar a câmera a altura dos olhos. Aponte a câmera da altura do quadril/bolso/pendurada no pescoço, e dispare.

Talvez você conheça essa frase como um dos slogans da Lomography, mas a expressão é bem mais antiga, e o uso dessa prática por fotógrafos mais antiga ainda.

A expressão provavelmente nasceu como referência ao disparo de uma arma, e não de uma câmera, mas com a mesma filosofia. Algo como “se sua vida está em risco, dispare a arma como um caubói, sacando e disparando da altura do quadril”.

Já o uso por fotógrafos é mais antigo que o cinema, e seus caubóis. A técnica vem sendo usada por fotógrafos de rua desde o início do século passado, pelo que sei, sempre com o objetivo de captar imagens das ruas sem que seus personagens se dêem contas de que estão sendo fotografados. Ou seja, funciona :-)

Agora, algumas dicas rápidas:

  • Use lentes claras e filmes rápidos (de ISO alto). Isso vai permitir que mais fotos saiam boas, e que você possa fotografar em movimento.
  • Não olhe pra sua câmera enquanto estiver disparando. Primeiro porque você vai se entregar. E depois porque você vai perder o foco (sem trocadilhos) no objeto a ser fotografado.
  • Deixe o foco pronto. Deixe a câmera já configurada com um foco que você acredita que dará boas fotos (eu gosto de manter em 3 metros) e, na hora de tirar a foto, mova-se pra que o objeto da sua foto esteja a três metros.
  • Tire muitas fotos. Não só porque você assim você vai ter mais chances de acertar, mas também porque você pode ter belas surpresas graças ao ângulo diferente que está usando.

E que tal um videozinho sobre o tema? Está em inglês, mas é fácil de entender, já que é, basicamente, linguagem corporal :-)

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!