19comentários

Os Filmes Polaroid Estão de Volta Com a ImPossible!

por em 06/12/2011
 

Ah, as fotos Polaroid...

Ah, as fotos Polaroid…

Se você já usou uma Polaroid e teve aquela sensação gostosa de ter a foto pronta, impressa, em suas mãos em poucos segundos, sabe que é algo bem diferente da “instantaneidade” das fotos digitais. Uma foto de filme instantânea pode ser guardada, pendurada, colada e até rasgada imediatamente. Ela está lá. É física, e não virtual, digital.

Pois bem, o sonho não acabou.

Quando a Polaroid cancelou a produção de filmes instantâneos em 2008, duas empresas se prontificaram a cuidar desse mercado. Uma aproveitando a deixa pra vender suas próprias câmeras e filmes, a Fujifilm, e outra, com uma história impressionante, assumiu o fardo impossível de voltar a fabricar filmes para as câmeras Polaroid. Tão impossível que eles resolveram chamar a empresa de ImPossible, e o projeto em si de The Impossible Project.

A história pode ser contada em um tweet: um grupo de ex-funcionários da Polaroid se juntam, compram uma fábrica abandonada de filmes, e começam a luta pra fabricar os amados filmes. Mas o mais incrível disso tudo foi a motivação… o amor à fotografia analógica, e a crença de que ainda existe, e existirá, mercado pra filmes instantâneos por um bom tempo e, porque não, ganhar dinheiro com isso.

“Mas e ai? Eles conseguiram?” Claro! Seus filmes já estão à venda e podem ser encontrados inclusive em lojas online do Brasil (recomendo especialmente a galera do f/508, de Brasília).

Um dos filmes da ImPossible

Um dos filmes da ImPossible

Portanto, se você tem uma Polaroid guardada, ou sabe de um amigo ou parente que tem, tá na hora de tirar a poeira e voltar a fotografar, né? Afinal, quem resiste às cores pálidas e imagens embassadas das fotos instantâneas?

Pra fechar com chave de ouro, vejam o documentário sobre como funciona, hoje, a fábrica da ImPossible (vídeo abaixo), e leia a história da empresa no site deles, aqui, em uma incrível linha do tempo. O site dos caras é muito legal de navegar!

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • 14/04/2014 em 7:13 pm

    Andre carra vc conhece outro site pois este saiu do ar =/.

    Responder

  • Bárbara
    05/02/2013 em 10:40 pm

    Com os preços do filme PX-70, fica mesmo muito “Impossible” usar a Polaroid One Step que eu ganhei…

    Responder

  • Mauricio e Delane
    16/01/2013 em 9:16 am

    Bom dia polaroidemaniacos. Moro em Sampa e gostaria de saber onde comprar os filmes para minha 636 close-up. Grato.

    Responder

  • 18/05/2012 em 10:57 am

    a ideia é boa,mas o resultado… eu acho engraçado eles venderem um problema, que é não conseguirem fazer o filme com a mesma qualidade do tradicional filme pola como uma vantagem estética. eu acho os filmes do IP muito ruins. p&b com pouco contraste ninguém merece. e esse colorido pelo que me pareceu nem pode ser chamado de colorido. e quero ver quanto tempo as fotos vão durar. não vale a pena comprar esses filmes, ainda mais pelo preço abusivo.

    eu gosto muito das instax da fuji, o filme é ótimo, as máquinas divertidas e é mais barato. e o de tamanho pequeno é a coisa mais divertida que eu já brinquei nos últimos anos.

    Responder

  • 06/12/2011 em 12:09 pm

    Tenho 2 Polaroides guardadas… iguais… minhas paixões… nunca me desfiz delas pq sempre tive esperança hahahahahaha basta saber se vou ter que vender a alma pra poder pagar pelos filmes…

    Responder

    • 06/12/2011 em 12:31 pm

      Pois é… minha conclusão é a de que, a partir de agora, e ao contrário dos anos oitenta, polaroid passou a ser somente pra ocasiões especiais… e não digo festas de família. Digo “fotograficamente especiais”:-)

      Responder

  • 06/12/2011 em 12:09 pm

    O problema das instantâneas é o custo.
    No site da Lomography um pacote com 20 unidades do Fuji Instax mini 800 fica em R$ 69,00 + frete. São R$ 3,45 por foto (+ frete), isso é o que desanima.

    Responder

    • 11/12/2011 em 2:39 pm

      Sei como é. Ganhei uma Polaroid 600 que nunca utilizei porque as caixas com 8 exposições dos filmes do Impossible Project custam em torno de 100 reais, mais frete (moro no interior d Pará, imagina o valor…). São mais de 8 reais por foto. Desanima mesmo.

      Responder

      • 11/12/2011 em 8:49 pm

        Pois é. Eu tomei coragem e comprei duas caixas. Dá um medo na hora de fotografar, e uma tristeza quando algo dá errado. Mas o prazer quando sai uma certa é bom. É como querer fazer um bolo, queimar ou solar cinco pra um dar certo… :-)

        Responder

Deixa aí seu comentário!