18comentários

Dividindo sua fotografia em várias imagens (ou “efeito splitzer”)

por em 27/12/2011
 

Imagem divulgação LomographyA vida é assim. A gente soma, divide… igual colégio mesmo. Nós já vimos aqui um efeito que soma imagens em uma mesma foto (a dupla exposição). Pois bem, hoje vamos ver um efeito que divide a foto em duas ou mais imagens. É um efeito que em inglês é conhecido como “split image” (em português simplesmente “dividir a imagem”), e que ficou muito conhecido nos últimos tempos graças a uns acessórios que a Lomography colocou no mercado chamado ‘Splitzers”, disponíveis pra Dianas e LC-As. Os Splitzers são muito legais, mas não são essenciais…

A divisão dessa foto foi feita com os dedos! Sem o uso de nenhum outro acessório...

A divisão dessa foto foi feita com os dedos! Sem o uso de nenhum outro acessório...

Imagens “splitadas” são basicamente imagens feitas com dupla exposição aonde você cobre um pedaço da lente na primeira exposição, e depois descobre essa parte e cobre a que já foi exposta.

O resultado é esse que você vê nessas fotos aqui do post. Desde imagens “nada a ver”, até imagens compostas de maneira pensada, que formam cenas e criaturas surreais. Você pode tanto deixar pra sorte decidir como a imagem vai ficar, quanto pensar e montar sua foto com calma e precisão.

Tem split com duas, três, cinco, trocentos cortes. A quantidade de cortes depende do acessório que você está usando pra tampar a lente. Os Splitzers “oficiais” oferecem várias configurações. Os caseiros geralmente não oferecem tantas.

Imagem de Jorge Sato feita com uma LC-A e Splitzer

Imagem de Jorge Sato feita com uma LC-A e Splitzer

Um cara que é fã do split é o Jorge Sato, que a gente entrevistou aqui algumas semanas atrás. Grande parte das fotos dele fazem uso desse efeito, e ele meio que se tornou um especialista, a ponto de algumas pessoas entrarem na loja da Lomography perguntando “qual é a câmera que faz aquele efeito do Jorge Sato?” :-) As fotos splitadas dele alcançaram já um nível de qualidade muito legal, e mostram até onde essa ferramenta pode ser usada.

Mas o Sato usa o Splitzer pra LC-A, da Lomographye como fazer SEM um splitzer “de verdade”? Moleza: faça o seu. Dá pra fazer com papel, e até com os dedos (isso mesmo: meter o dedão na frente da lente ;-). O lance é experimentar, afinal a lógica é simples: você tampa parte do filme, e clica. Depois tampa outra parte, e clica de novo 9sem girar o filme)… não precisa muita tecnologia, né? :-)

Agora é seguir a filosofia do “dividir para conquistar” e mandar ver!

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!