5comentários

Fazendo uns autoretratos com a sua analógica… #comofaz?

por em 29/12/2011
 

Uma das coisas mais legais de se fazer com uma máquina fotográfica é tirar foto da gente mesmo… o famoso autoretrato. E com as câmeras digitais ficou mais fácil ainda. A maioria delas é literalmente feita pra isso, e já tem foco, abertura de lente, sensibilidade a luz, tudo preparado pra que você estique o braço, aponte a câmera pra você mesmo, e faça o click. Isso sem falar nas câmeras de celular, que tem até uma câmera na frente, né?

Céu e Areia / Sand and Sky

Mas… e com as câmeras analógicas? Como faz? Faz do mesmo jeito, né? Só que, como em tudo na fotografia analógica, tem que ter alguns cuidados. Mas nem tudo é problema. A variedade de câmeras analógicas disponíveis até oferecem umas possibilidades difíceis de encontrar nas digitais! Quer ver?

Piscina de bebê, por Taíssa Maia

Piscina de bebê, por Taíssa Maia

Cuidados:

  • Foco: câmeras analógicas não costumam ter foco automático (a não ser as BEM modernas e e eltrônicas). Por isso, calcule as distância em que você vai estar da câmera e ajuste o foco antes de se afastar da câmera. Algumas toycams possuem um foco fixo e infinito, que foca tudo de um metro (ou menos) até onde a vista alcança. Nessas realmente é mole: é só ficar a, no mínimo, essa distância da câmera.
  • Luz: na correria de tirar aquela foto com a sua melhor amiga, você pode acabar esquecendo de ver se a luz do ambiente é boa o bastante pra tirar a foto, e/ou se o filme é o adequado pra essa luz. Na dúvida, mete o flash na sua própria cara. Se for uma foto bagunçada, coloca umas cores no flash, que fica ainda mais legal!
  • Tremidas: câmeras de filme não tem aquelas paradas de anti-tremida das câmeras digitais. Tremeu, tá tremida a foto. Portanto, braço firme, a não ser que você queira realmente algo tremido. Outra boa solução pra mão mole é o flash: ele”congela” a imagem no momento em que a luz dele atinge o seu rosto.

“E quais as melhores formas de se tirar uma foto de euzinho?” As de sempre. Mas vamos recapitular:

  • Espelho: aponta a câmera pro espelho e manda ver. Lembre-se que você fica mais bonito(a) se NÃO esconder a cara atrás da câmera ;-P
Eu e a Diana F+, por Nirvana

Eu e a Diana F+, por Nirvana

  • Braço estendido: a forma de autoretrato mais popular do planeta. Estica a câmera com seu braço, aponta ela pra você, e pronto.
  • Timer: algumas câmeras analógicas têm timer. Daí é só programar, colocar ela numa posição legal, esperar a contagem regressiva e fazer aquela careta!
  • Disparador: algumas câmeras mais antigas, e outras tantas bem novas, estilo toycam (como Holga, Lubitel 166+, LC-A+, Diana F+) têm um acessório que é um cabo disparador . Um cabo de aço com um botão numa ponta e um pino na outra que você encaixa na câmera. Esse cabo é legal porque permite que você se posicione com calma, e dispare a câmera pelo cabinho, sem ter que esticar o braço.
  • 360 graus: existem câmeras que tiram fotos em 360 graus, como a Spinner 360, da Lomography, e que fazem com que toda foto seja quase que obrigatoriamente um autoretrato (a não ser que você coloque a câmera no topo da sua cabeça :-). Essas câmeras são ótimas pra fotos de grupos!
Sem Titulo, por buiu

Sem Titulo, por buiu

  • Grande angulares: as câmeras digitais daquelas que todo mundo tem geralmente têm uma lente “comum”, que tira aquela imagemzinha normal. As toycams costumam ter várias lentes diferentes, geralmente usando o recurso da grande angular. Ou seja, são lentes que têm ângulos de abertura… grandes! :-D Desde as famosas fisheyes até outras mais discretas mais ainda “abertonas”, como as wide-angles (disponíveis pra Dianas, Holgas, LC-As e tantas outras), e outras sem nomes definidos, como a da recém-lançada La Sardina, da Lomography, que tem uma lente que “abre” nos cantos, engolindo boa parte do cenário, inclusive você e todos os seus amigos… ;-)
Bom, é isso, né? Esqueci de alguma coisa?

Ah! Essa pauta foi uma sugestão da Camila Santiago (@eunaosoubaiana). Se você tem sugestões de assuntos, conta pra gente!

Abs!

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!