23comentários

Filmes Legais: Kodak T400 CN. O PB que se revela como se fosse colorido.

por em 08/01/2012
 
Por Dentro do Cérebro de um Gato / Inside a Cat´s Brain

Por Dentro do Cérebro de um Gato

Olha, esse post vai ser curto. Muito curto mesmo. E por um simples motivo: não tem muito o que falar desse filme, a não ser o seguinte: ele é um bom pb, não custa muito caro, e pode ser revelado em qualquer esquina?

E aí? Precisa dizer mais? Precisa?! Tá boooommm… eu falo mais.

A Kodak parou de fabricar ele. Viu? Não era melhor se eu tivesse parado de falar no primeiro parágrafo? Agora é tarde.

Legs

Legs

Mas nem tudo são lágrimas. A Kodak meio que renomeou ele, na verdade. Agora existe o BW400CN, que nunca usei, mas que deve ser a mesma m… coisa.

Mas chega de enrolação, né? Vamos ao filme: bom, eu gosto muito dele (do T400. O que não existe mais, a não ser pelos 15 rolos na minha geladeira :-D ) As pessoas, não sei o porque, não se interessam tanto por esse tipo de filme que, devido às suas características mágicas químicas, pode ser relevado em literalmente qualquer laboratório desses que só tem uma máquina que faz tudo e uma balconista, digamos, desprovida de qualidades intelectuais.

“Mas ele não é estranho?” Não. “O pb não fica lavado e sem graça?” Não. “Tem contra-indicações?” Não. “Então porque ninguém usa?” Sei lá. Melhor pra mim, que fiquei com 15 rolos só pra mim! :-)

XXX / XXX

Mas, se você acabou de perceber que tá perdendo uma boa oportunidade de fotografar pb sem precisar de um laboratório que revele pb, não fique triste. Você pode comprar o tal do BW400CN no Mercado Livre, em lojas virtuais menos conhecidas, e procurando com calma em outros lugares também!

E, pra quem gosta de detalhes, tá aqui a brochura (ui!) do filme, tem também a página oficial no site da Kodak, mas não vai adiantar de nada, porque ela tá vazia.

Ah, sim! Já ia me esquecendo. Minhas fotos com o T400 CN.

Esse não existe mais...

... mas esse existe! Yay! :-)

 

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Lennon Oliveira
    14/01/2015 em 10:03 am

    Olá André. Eu fiz uma experiência com O Kodak BW400CN. Já estava ciente da questão dos contrastes, mas uma coisa que acabou com certas fotos foi a granulação forte. São fotos cujo assunto é mais escuro, foi intencional, porém, mesmo tendo tons mais escuros, a iluminação pra intenção da foto era necessária. Porém os grãos ficaram muito fortes. E vendo fotos de outras pessoas com o mesmo filme, não achei grãos tão fortes. Então gostaria de saber se o processo de revelação e digitalização pode acentuar os tons, ou não tem nada a ver. Onde mandei digitalizar, foi feito com o equipamento que já faz automático, e não daquela forma de tirar foto com uma DSLR e depois manipular no pc.

    Responder

  • 28/07/2014 em 1:37 pm

    Obrigado Blue ;-) Olha, acho que se tiver sido bem conservado, as fotos vão sair normais. Mas se foi mal conservado, sim, podem sair meio lavadas sim…

    Responder

  • 28/07/2014 em 1:36 pm

    Oi Dona, sim, ele é revelado como um filme colorido. Esse CN no nome significa “Color Negative” ;-)

    Responder

  • bluevalentine
    24/07/2014 em 4:00 am

    andré, tu acha que um T400 vencido em 2003, pode deixar as fotos muito lavadas? curti muito as fotos no seu flickr, parabéns :D

    Responder

  • Dona
    24/07/2014 em 3:55 am

    esse Kodak T400 CN 135 era revelado em c-41 também?

    Responder

  • Mauro R. Veiga
    01/12/2013 em 5:26 pm

    Olá, André.
    Achei um T400CN vencido a uns 10 anos no armário e usei numa veterana Werra mat dos anos 60. Dei sorte que ele deteriorou pouco, pareceu ficar um pouco granulado só. Adorava esse filme.
    Procurei deixar o mais igual possivel as copias, sem edição:
    http://www.flickr.com/photos/107202673@N05/sets/72157638253030534/

    Um abraço.

    Responder

    • 04/12/2013 em 10:27 pm

      Opa Mauro! Ficaram meio lavadas como seria de se esperar de um filme muito vencido… :-) Mas ficou legal, né? Dá pra puxar o contraste no Lightroom e fica tudo beleza :-)

      Responder

      • Mauro R.V.
        05/12/2013 em 8:49 am

        Verdade, achei que iam ficar piores pelo tempo de vencido.
        Andei brincando com os levels do Photoshop em algumas fotos e melhoraram MUITO – fico até pensando se as cópias não poderiam ter ficado melhores já no lab.

        Um abraço, e parabens pelo blog. :-)
        Voltei a fotografar (digital e analogico) depois de anos parado e virou leitura obrigatória.

        Responder

  • 22/11/2012 em 1:37 pm

    Veja que história triste: primeiro filme que comprei foi um Kodak BW400cn, era o último filme que uma loja de fotografia da minha cidade tinha estocado dos seus tempos analógicos, cliquei com a Fm2 que havia acabado de adquirir e pela falta de informação revelei como se fosse um PB comum, deu merda, na hora de ampliar ficou td cinza e sem contraste… uma tristeza só…
    Depois disso nunca mais consegui esse filme… Vasculhando pela internet achei o filme ILFORD – XP2S 135 36 e gostaria de saber se ele tbm pode ser revelado em minilab, alguém pode me ajudar… o link do site que encontrei é o segunte [ http://www.marinho.com.br/index.php/papeis-filmes/filme-ilford-xp2s-135-36.html ] na descrição diz que a revelação é no processo C-41 será que procede?

    Abraços!

    Responder

  • Thiago
    28/06/2012 em 9:23 am

    André,

    onde você costuma comprar filme 35mm? Mercado Livre mesmo?

    Responder

    • 28/06/2012 em 9:28 am

      Olha, não tenho lugar preferido. Compro muito de amigos/colegas/contatos de internet, no ML, no Ebay, em lojas online… compro meio que por oportunidade: fico de olho e, quando aparece algo bom e barato, compro o maximo que puder…

      Responder

  • Mariana Tavares
    14/06/2012 em 3:34 pm

    tantos as suas fotos quanto as do Marco Gomes ficaram legais, mas acho que ficariam melhores com outro filme. a granulação ficou grande demais, não acha?

    Responder

  • 10/01/2012 em 12:10 am

    Já faz um tempo que penso fazer um teste com esse Bw 400.
    Por duas coisa ainda não efetuei o teste; o preço e porque jà tinha criticas sobre o (não contraste dele). Como disse nosso amigo.
    Ainda tomo coragem, rs.
    Rapaz esse blog está muito bom, que dedicação. Parabéns.
    Estou aprendendo muita coisa…

    Responder

  • 09/01/2012 em 9:07 am

    Só mais um pequeno detalhe: a Kodak tá falindo, então é possível que a gente fique sem conhecer até mesmo a 2a. geração do filme né :/

    Responder

  • 08/01/2012 em 10:57 pm

    Eu ODEIO esse filme!
    (ok, “odeio” talvez seja drástico demais, mas eu não gosto dele nem um pouco)

    Fiz um set na cracolândia com estes PBs C-41 e o contraste (falta de) me decepcionou tanto!

    Uma das que fiz com esse filme sem contraste:
    http://www.flickr.com/photos/marcogomes/3714229365/in/set-72157614387088921

    Responder

  • 08/01/2012 em 1:06 pm

    Eu já tinha ouvido falar nesse tipo de filme, mas pensei que não era mais fabricado.

    Gostei muito do contraste das fotos. Parece que esse filme cria um degradê diferente dos outros PB.

    Me diz uma coisa, as balconistas “desprovida de qualidades intelectuais” (ri muito disso) não ficam meio confusas sobre como cobrar pela revelação?

    Aqui em Brasília às vezes é difícil fazer o pessoal entender o que é um filme redscale, fico imaginando como será quando eu aparecer com um filme PB e pedir pra revelar no C41. Tenho medo de me cobrarem o preço de PB normal, aí a brincadeira fica um pouco mais cara, né.

    Os últimos 5 ou 6 posts deram uma subida de nível muito boa no blog. Parabéns, está cada vez melhor.

    Responder

    • 08/01/2012 em 1:54 pm

      Opa! Valeu!

      A vantagem de um filme desses, assim como de um redscale “de fábrica”, como o da Lomography, é que eles já vem identificados no rolo como sendo de revelação C-41. Aí não tem muito como o balconista discutir… :-)

      Abs!!

      Responder

    • Rafael
      19/09/2013 em 11:31 am

      Samuel, vai no JM da 202 sul, os caras lá são especialistas em C-41 e P&B (revelam até 120), só que revelam tudo, tudo mesmo, até as fotos ruins e desfocadas.

      Responder

Deixa aí seu comentário!