15comentários

Acertando na luz com uma câmera SLR.

por em 29/02/2012
 

Zenit, por Marcos França

Você deve ter lido nossos outros posts sobre SLR, né? NÃO? Então vai lá dar uma lida. Pegar o bonde andando é ruim demais. Eles estão aqui e aqui.

O grande lance da SLR é que ela te dá controle sobre a situação. Enquanto com uma toycam, por exemplo, você sai pra fotografar e pensa “vou tentar fazer assim, será que isso vai dar certo?”, com a SLR você pensa “vou fazer assim para chegar a esse resultado”. Dá pra planejar as coisas, entende?

Mas… (por que será que tudo nessa vida tem um “mas”?)… se você quiser fotos boas de verdade tem que aprender algumas técnicas e conceitos. “Iiiihhh….já começou a complicar…” Começou nada, é tudo muito simples você vai ver.

O básico do básico quando se fotografa com uma SLR é a fotometria ou “medição da luz” (foto = luz, metria = medição). Para medir a luz existe um aparelhinho chamado fotômetro, que geralmente vem embutido na câmera.

Simulador de SLR

Tá vendo aí que na imagem ao lado tem uma barrinha na parte de baixo? Essa que vai do “-2” à esquerda até o “+2” à direita. Ainda não? Clica na foto pra aumentar que melhora…viu agora né? Esse é o indicador do fotômetro. Tá vendo que embaixo do “1” tem uma setinha? Ela indica o “nível de acerto” da sua fotometria.

Se a seta estiver mais para o lado do “-2”, significa que a foto está subexposta (escura, com pouca luz entrando na câmera). Se estiver mais para o “+2”, significa que está superexposta (clara demais, com muita luz entrando na câmera). Quando estiver no meio significa que a fotometria está correta.

“E se não estiver no meio, o quê que eu faço?” Calma, já, já eu te explico. Existem 3 fatores que influenciam na luminosidade da foto: ISO, velocidade do obturador e abertura do diafragma. Sobre ISO o André já falou bem aqui. Hoje vou explicar como funciona o obturador. O diafragma fica pra depois, pode ser? Acredite, é muita informação para um post só, vamos com calma.

O obturador é uma maquininha que levanta o espelho e abre a cortina para expor o filme à luz, certo? Raciocine comigo: se a cortina ficar aberta muito tempo e filme vai receber muita luz. Se ela abrir e fechar bem rápido acontece o contrário, entra pouca luz. Então basta controlar a velocidade do obturador para não entrar luz demais, nem de menos. Bem simples, né?

“Mas o que é melhor, muita ou pouca luz?” Depende. Se você estiver na praia com aquele solzão de meio dia vai precisar de pouca luz (velocidade ALTA, abre e fecha rápido). Se estiver tirando uma foto noturna vai precisar de muita luz (velocidade BAIXA, abre….espera um pouco…depois fecha).

Seletor da Pentax K1000

“Como eu sei qual é a velocidade do meu obturador neste exato momento?” Depende da câmera. Algumas têm uma “rodinha” com vários números. A Pentax K1000, por exemplo, tem essas velocidades aí ao lado. Vão de 1/1000 até 1 segundo, e o “B” (Bulb, você aperta o botão, a cortina abre e continua aberta até você soltar).

Note que do “2” em diante é, na verdade, 1 segundo dividido pelo número que está escrito (1/2, 1/4, 1/8, 1/15, …, 1/1000). A parte com fundo branco mostra o ISO, que deve ser configurado de acordo com o filme usado.

Outras mostram a velocidade no próprio visor. As Canon mais modernas, por exemplo, são assim. Aliás, a foto da galeguinha aí de cima simula o visor da Canon. Da esquerda para a direita temos o seguinte: velocidade 125 (1/125, ou 1 segundo dividido por 125); abertura 5.6 (f/5.6) e ISO 200. A setinha indica que a foto está um ponto superexposta.

“Como resolver esse problema usando só o obturador?” Ah!…isso você vai ter de descobrir sozinho, usando o super-ultra-mega-advanced simulador de SLR!!! É só pensar um pouco, se está entrando muita luz é porque a cortina está ficando aberta por muito tempo, a velocidade está baixa…. sacou?

[parêntese] Não gosto de macetes, mas lá vai: quando falamos de velocidade, quanto maior o número depois da barra, mais rápido fica (1/125 é rápido, mas 1/1000 é ainda mais rápido). Velocidades de 1 segundo, ou mais, são representadas com aspas duplas ( “ ). 10” = 10 segundos (muito lento). 30” = 30 segundos (uma eternidade). [/parêntese]

Dever de casa:

1 – entre no simulador

2 – marque a opção “Manual (go for it)”

3 – ponha a abertura do diafragma (aperture) em f/5.6

4 – mexendo apenas no controle do obturador (Shutter), corrija a fotometria da foto.

Depois que conseguir fazer isso, pode fuçar à vontade nas outras opções do simulador. Se tiver alguma dúvida, grite que eu corro pra ajudar. Nos próximos dois posts sobre o assunto vou falar sobre o diafragma e brincadeiras legais que dá pra fazer alterando a velocidade e a abertura.

Té mais!

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Dona
    15/08/2014 em 10:58 am

    adorei o texto, li duas vezes rsrsrs. mas esse simulador me deixou atrapalhada. eu já tinha lido sobre isso num material, e quando mexi no simulador me perdi. quer dizer, num solzão, f/16, iso 100 e velocidade a 125, por exemplo, a foto não vai prestar? rs =O

    Responder

  • Patrícia
    08/06/2013 em 6:16 pm

    Em uma camera que so tem ajuste de obturador, ou seja, não tenha de iso, eu posso fazer aqueles efeitos iguais de quando se puxa o iso?

    Responder

    • 09/06/2013 em 11:14 am

      Patrícia, dá sim. É só você mudar a velocidade na hora de fotografar. Vou por a explicação do Luiz Fellipe, colaborador do site. Eu não conseguiria explicar melhor:

      “Quando você ajusta o ISO na camera, a única coisa que acontece é que os valores de abertura e/ou velocidade são multiplicados ou divididos por 2 conforme o ISO selecionado.

      Se o filme é ISO200 o fotometro mandou fotografar em 1/100 e você usou 1/200, então você deixou entrar só metade da luz. Isso exige mais sensibilidade, portanto mais ISO. Deverá revelar com ISO400.”

      Responder

  • Rose
    03/11/2012 em 12:57 pm

    Super legal essa dica, o simulador é muito legal! Valeu

    Responder

  • Silvia
    02/10/2012 em 8:46 am

    Olá….bom dia……

    Sua linguagem é muito gostosa de ler, clara e evidente, é só gostar e querer e praticar tudo que vc diz, que boas fotos serão feitas, ja consegui (na minha opinião é claro) rsrss muito boas fotos, mas ainda não tenho uma slr, só o semi prof, mas ela tem controle de iso, obturador e velocidade, então da pra praticar um pouquinho,
    Adooooroooo seus post….
    Bjos

    Responder

    • 02/10/2012 em 9:03 am

      Oi Silvia! Obrigado! ;-) Esse post em especial não é meu, é do Samuel, um dos nossos colaboradores :-D Mas tentamos todos ser informais, como se estivéssemos numa mesa de boteco ou algo assim :-D Bjs!

      Responder

      • Silvia
        04/10/2012 em 12:14 pm

        Nossa André desculpa, só agora que prestei atenção na inicio da pagina, Samuel mil desculpas tbem….mas como estamos numa mesa de boteko um brinde a todos e principalmente a vcs, são 10……

        Responder

  • 12/03/2012 em 9:14 am

    Só deixando claro que, de fato, não existe exposição correta quando se trata de uma fotografia. O fotômetro é apenas um guia, mas não se prenda tanto a ele.

    Responder

    • SamuelPaz
      12/03/2012 em 10:18 pm

      É isso mesmo Orlando. Não falei sobre esse detalhe porque o post é apenas uma introdução ao assunto. Continue acompanhado a série sobre SLR. Isso vai ser explicado em breve.

      Obrigado pela participação :)

      Responder

  • Aline
    01/03/2012 em 7:20 pm

    Adorei o simulador!!!

    Responder

  • elaine Moreno
    01/03/2012 em 6:16 pm

    Até que fim vejo falando sebre esse assunto com clareza…Mto bom!

    Responder

  • 29/02/2012 em 9:09 pm

    Comecei e não consegui para de ler, tio Samuca :)

    Responder

Deixa aí seu comentário!