8comentários

Filmes Legais: Lomography B&W 120 ISO 100

por em 26/03/2012
 

Mirante / ObservatoryTenho falado de um monte de filmes aqui, a maioria deles difícil de achar. Por isso, hoje vamos falar de um molezinha: o Lomography B&W 100 120.

Mas antes, um alerta: assim como com outros produtos, a Lomography faz uma certa bagunça com seus filmes PBs. Existem três. Esse do qual estamos falando, e que existe a muitos anos, e dois bem novos, lançados ano passado, chamados de Lady Grey (de ISO 400) e Earl Grey (de ISO 100). A confusão piora quando você percebe que existem dois filmes PBs de ISO 100. O “antigo”, do qual estamos falando, que é também mais barato, e o “novo”.

PatioPorque eles fizeram essa zona? Até onde entendi, tem a ver com os fabricantes. O “antigo” é um filme Lucky (uma marca chinesa bizarra), enquanto que os novos, creio eu, são Agfa, ou outro que não Lucky. Até por isso seriam mais caros que o “antigo” (e, sim, a Lomography terceiriza a produção de todos os seus filmes. O que, a meu ver, é muito bom).

Mas voltando, vamos falar do filme. Pois bem, ele é um filme engraçado. É tudo que se poderia esperar de um filme vagabundíssimo chinês, e que acaba resultando em imagens lindíssimas por seu baixo realismo e ridícula captação de detalhes. As fotos ficam sempre com sombras bem escuras e áreas claras bem claras, gerando altíssimo contraste. Esse contraste, por sua vez, vem empacotado em uma certa aura embaçada que faz com que pareça que as fotos foram tiradas num lugar frio e nublado. Não sei você, mas eu acho muito legal.

Tropa / TroopEssas características são tudo que um fotógrafo “sério” odiaria em um filme pb. Afinal, todas as imagens ficam parecendo gravuras, desenhos, pinturas, ainda mais quando feitas com câmeras com lente de plástico, como Dianas e Holgas, que acrescentam todas as propriedades típicas delas. Já eu, acho que é um ótimo filme pra se experimentar, brincar, aprender sobre pb.

Enfim, é um bom filme pra se começar a fotografar pb, ainda mais levando-se em conta seu preço (uma caixa com 3 rolos custa o mesmo que 1 rolo de um Ilford profissional, por exemplo).

Mas aqui vai a regra de ouro pra esse filme: use-o sempre aproveitando situações com grande contraste de luzes e sombras. Ambientes com luzes “mazomenos”, sem muitas sombras, costumam dar resultados absolutamente entediantes.

Você pode ver todas as fotos que já fiz com esse filme aqui, no meu Flickr.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • 06/02/2015 em 10:04 am

    Olá André, tenho dificuldade de achar qualquer opcão de filme lomo. Tá ficando esacasso. Sabe onde posso achar em SP?

    Responder

  • Mari
    21/03/2013 em 9:11 am

    Oi André, tudo bem?
    Não tenho muito conhecimento sobre filmes, mas um com ISO 100 não seria muito escuro para fotos p&b?
    Só queria tirar essa dúvida.
    Beijos.

    Responder

    • 21/03/2013 em 1:14 pm

      Oi Mari! Vai depender do quão escuro é esse escuro, e do resultado que você quer. Mas, sim, a grosso modo, um filme ISO 100 é recomendado para ambientes bem iluminados, preferencialmente dia e exterior.

      Responder

  • 31/03/2012 em 7:30 pm

    Taí um filme que não acho que vale a pena a compra. Primeiro que custa quase o preço do fantástico Acros 100 das Fuji.

    Minhas experiências com ele também não resultam em contrastes elevados. E ele possui a irritante mania de enrolar. Isso é muito chato no escaneamento ou na ampliação.

    O melhor tempo que já experimentei pra ele 8 minutos no tanque, ou 7 em agitação contínua usando D-76 a 20º C.

    Responder

  • 26/03/2012 em 8:19 pm

    André, você sabe onde posso conseguir as tabelas de revelação desse filme?

    Responder

  • 26/03/2012 em 8:17 pm

    Esse filme foi o primeiro p&b que usei. Ao contrário de você, não achei nem um pouco que as fotos ficaram com muito contraste, ficaram com uma escala de cinza bem legal! O problema mesmo (não sei se foi na revelação, armazenamento ou baixa qualidade do filme) é que as fotos ficaram cheias de “manchinhas”, deixando-as com um aspecto muito amador..

    Responder

Deixa aí seu comentário!