3comentários

Uma lente quebrada funciona!

por em 27/04/2012
 

O Fabricio Schmidt é um leitor do blog e amigo de faceebook. Nunca tinhamos conversado, até que quando eu deixei cair minha Canon A-1 noutro dia e publiquei fotos do filtro quebrado, ele me responde no facebook que gosta de quebrar lentes pra se divertir.. :-) Não resisti, e o convidei a escrever um post pra gente sobre o assunto!

Com vocês, Fabrício e suas lentes quebradas.

Quando eu comprei minha Ricoh TLS 401, uma câmera reflex dos anos 1970, em uma feira de rua, o vendedor me deu com a câmera e a lente original, mais duas lentes.

As duas são lentes “Auto Exaktar”, uma 2.8/35mm e uma 2.8/135mm, feitas na Coréia, que foram vendidas na decada dos 1970 por pouco dinheiro na Alemanha. Elas tem o nome “Exaktar”, mas elas não têm nada a ver com as legendárias câmeras Exakta da Ihagee.

Essas duas lentes são luminosas, mas a qualidade mecânica é ruim. Por isso as duas lentes ainda só funcionam com a abertura 2.8, porque os diafragmas estão simplesmente mortos.

Mas, bom, as lentes foram brindes e eu tenho algumas lentes como essas, por isso não foi mal.

Um tempo depois eu li em uma revista fotográfica um texto sobre “como proteger suas lentes” e achei essa histeria engraçada. Claro, eu entendo essa preocupação, mas só se você tem uma lente da Zeiss, da Leica, uma lente L da Canon ou alguma lente maravilhosa.

De repente eu tive a ideia de quebrar, demolir uma lente de propósito e lembrei dessas duas lentes. Procurei um martelo e quis quebrar o vidro da frente da lente 2.8/135mm. Mas isso não foi tão simples assim e eu precisei algumas tentativas para fazer um arranhão no vidro, porque o vidro da lente de 135mm é muito grosso. Com a lente de 35mm foi mais fácil, porque ali o vidro não é tão grosso.

Depois do estrago feito achei que as lentes tinham ganhado um efeito especial, por isso eu chamei elas de lentes de “Special FX”… mas elas funcionaram bem, e sem um grande efeito especial. O único problema pra elas é luz forte pela frente, mas lentes em geral tem esse problema.

A conclusão é: Não fique triste quando sua lente tem um arranhão no vidro da frente, porque não faz mal!

E se você tem algumas lentes baratas, que você quase nunca usa, faça como eu.

Veja só algumas fotos feitas com essas lentes:

"eat my shorts", Brasil, 2010

"nothing compares to you", Alemanha, 2006

"temporary failure", Alemanha, 2006

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!