9comentários

Gambiarra: Múltiplas Exposições com a Olympus Trip 35

por em 25/05/2012
 
Untitled

Por Rodrigo Sombra. Não, essa multipla não foi feita com uma Trip. Mas como não achei nenhuma que tivesse sido feita, peguei essa pra ilustrar o post ;-)

Já falamos aqui pra cacete bastante sobre as possibilidades de se trabalhar com multiplas exposições em uma foto (aqui, aqui e aqui, só pra começar). Mas tem gente que não consegue fazer isso com as suas câmeras, porque… bem… porque a câmera foi feita pra evitar isso, já que “nos antigamente” isso era um erro, e não um recurso.

Pois bem, pra quase tudo na vida existe um jeitinho. E, o que a gente não sabe, a gente inventa. Esse jeitinho aqui eu não inventei não (até porque o cara bão de invenção daqui da turma é o Julio França ;-), mas vou ensinar: como fazer multiplas exposições na Olympus Trip 35, o xodó de 50% do povo analógico.

A parada é simples. Mesmo. Considere que você já tá co m sua Trip preparada, carregada, apontada, ok? Então siga-me nos passos abaixo:

1. Tire a primeira foto da sua sequência de múltiplas exposições normalmente.

2. Leve sua mãozinha até a alavanca do rebobinador (aquela… que usa pra…rebobinar o filme, lembrou?) e dê uma rebobinadinha de leve no filme, só pra ele ficar mais esticadinho dentro da câmera. 

3. Agora abaixe essa alavanca e segure o eixo onde ela fica com o dedo, pro filme não afrouxar de novo. Segura firme isso aê, hein? Põe força nesse dedo…

4. Agora procura, embaixo da câmera, aquele botãozinho (geralmente preto) que fica do lado direito da parte de baixo, dentro de um buraquinho da carcaça da câmera, e que você aperta pra soltar o filme na hora de rebobinar. Achou? Então, enquanto segura firme lá o eixo do carretel (lembra? item 3 dessa lista?), aperta esse botão.

5. Agora, enquanto continua segurando firme lá o eixo do carretelfinalmente, passe o filme pra frente usando a alavanca de sempre. Com tudo isso que você fez, o que deve acontecer é que, apesar de girar a alavanca, você vai estar só engatilhando a câmera pra próxima pose, sem com isso avançar o filme.

6. Agora dispara. Se quiser fazer mais uma exposição no mesmo quadro, é só repetir o procedimento ;-)

Another Paint In The Wall

Não, também não foi feita com uma Trip. Foi mal ;-)

Simples, né? Mas, ó, pode ser que, nessa de esticar o filme pra lá, e avançar a alavanca pra lá, o filme ande um pouco sim, e as multiplas exposições não fiquem exatamente sobrepostas, ok? Mas gambiarra é isso aí. Uma caixinha de surpresas ;-) Por isso, tem gente que recomenda pular sempre uma foto entre uma multipla exposição (uma foto usando essa técnica) e outra. Porque existe um risco das fotos ficarem todas coladas/sobrepostas em suas pontas umas com as outras tudo junto misturado meio assim metrô na hora do rush…ok?

Enfim. Se tentar, conta pra gente como foi, tá?

P.S: Esse post foi inspirado pela leitora Cris Kellen Santoro (Flickr e Twitter dela), que puxou esse assunto outro dia no Twitter ;-)

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Vanclécio
    24/11/2012 em 11:05 am

    legal! vou experimentar isso na minha trip 35 :D

    vlw André!!

    Responder

  • Andrea Xavier
    28/05/2012 em 9:41 am

    Eu testei na minha Pentax F Spotmatic. Aparentemente deu certo. Adoro Dupla Exposição e estava querendo fazer umas planejadas. Obrigado pela dica.

    Responder

  • 27/05/2012 em 3:16 am

    mais uma coisa pra experimentar na minha trip acabadinha de chegar :)))

    Responder

  • Leila
    25/05/2012 em 10:05 pm

    Bahhh ótima dica!!! to so esperando a minha trip chega da manutenção pra tentar…

    Responder

  • Isabella
    25/05/2012 em 1:35 pm

    Mas eu posso tirar todas as fotos primeiro e depois rebobinar tooodo o filme e começar de novo, né? Acho mais fácil fazer assim, prestando atenção lá em cima nos números de poses que voltam a medida em que o filme é rebobinado. Só tem que tomar cuidado pra não voltar demais e colocar todo o filme dentro do carretel. Alguém já fez assim?

    Responder

    • 25/05/2012 em 2:41 pm

      Com certeza pode! :-) É que da forma que eu sugeri, dá pra você tirar duas ou mais fotos seguidas, no mesmo quadro, e uma composição feita na hora, planejada… do outro jeito você conta com a sorte, ou com uma longa lista de todas as fotos já tiradas pra saber como vai compor o que vai por cima… :-P

      Responder

  • 25/05/2012 em 1:12 pm

    Oi.
    Eu faço o item 5 ainda com o dedo apertando a alavanca do rebobinador?

    Responder

Deixa aí seu comentário!