26comentários

Filme formato 110: o filme que morreu e voltou das cinzas…

por em 22/06/2012
 

Antigo Filme 110 da Fuji. Falecido desde 2009.

Se você é uma pessoa antenada, ligada “nos acontecimento”, bem informada, trendsetter, cool, descolada e bem relacionada, deve ter visto que a Lomography, lançou nas últimas semanas, um novo formato de filme e uma nova câmera que usa esse novo formato. Trata-se do filme de formato 110 e a câmera Fisheye Baby.

Os motivos que levaram a Lomography a trazer das cinzas um filme que havia sido descontinuado por todos os fabricantes de filme só pode ser um: insanidade. Mas, cá entre nós, bendita insanidade ;-) O filme 110 é um filme prático e divertido…

Instamatic Pocket

Lançado pela Kodak em 1972, esse formato de filme é uma versão do (também falecido) formato 126. Ambos foram muito usados na linha de câmeras Kodak Instamatic, sendo que o 110 era destinado às Pocket Instamatic. Mas logo o mercado viu o potencial desse filminho, e suas camerazinhas, e tratou de lançar mais um monte de camerazinhas pra competir com as Instamaticzinhas…

O sucesso durou uns 30 anos, até 2009, quando a Fuji, última empresa que ainda fabricava esse filme, parou de fazê-lo. As câmeras digitais nessa época já dominavam o mercado a um bom tempo, e câmeras portáteis de filme, feitas pra jovens e familias felizes em férias, já não atraiam nenhum comprador. Além disso, o fato de o negativo ser tão pequeno trazia uma consequência inevitável: a qualidade das fotos ampliadas era sempre mais baixa do que o esperado, causando frustração em muitas familias felizes.

Fisheye que cabe no bolso: Fisheye Baby 110, da Lomography

Mas eis que, 3 anos depois, os loucos de Viena nos trazem de volta esses filminhos tão legais! Agora é se arrepender de ter vendido por 15 reais sua Kodak Cross procurar por aí câmeras de filme 110, esperar os primeiros lotes do filme Lomography Orca 110 B&W Film chegar no Brasil, e começar a fotografar!

Hein? O que? Onde a gente vai revelar esses filmes? Bom… aí já é outro problema, né? ;-)

Agora, vamos ver como é esse tal filme 110:

Depois de revelado, um negativo colorido no formato 110 fica mais ou menos como a imagem aí em cima (do filme com o lápis). Bem parecido com os seus 135 e os seus 120, né? É, isso mesmo. É a mesma coisa, só que menor.

O filme 110 não é diferente, no que diz respeito ao filme “em si” dos filmes 135 (35mm) e do filme 120. O que muda é a forma como ele é empacotado, a quantidade de perfurações e tal… Ele vem dentro de um cartucho de plástico, e o filme passa todo lá por dentro enquanto você tira as fotos. Não precisa rebobinar, não precisa tomar cuidado pra colocar ou tirar da câmera no escuro. É só tirar da caixa, encaixar na parte de trás da câmera, e pronto. Quando acabar, é só tirar da câmera e mandar revelar.

Enquanto o filme 135 tem uns 36mm (ou três centimetros e meio mazomenos) de altura, o filme 110 tem 13mm (um centimetro e trinta) de altura. Ou seja, ele é beeem fininho. Daí ser tão portátil. O lado ruim dessa portabilidade toda é a qualidade. Quando ampliada, a foto possui muito menos detalhes do que um filme 35. Ou seja, espere fotos mega granuladas quando usar esse formato de filme.

Negativo pb de formato 110 digitalizado com as bordas (sprockets)

Se quiser ver mais sobre esse filminho que logo vai estar tão presente na sua vida quanto o 135 e o 120, seguem uns links:

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!