2comentários

Livros Legais: Henri Cartier-Bresson: O Século Moderno

por em 17/07/2012
 

Já falamos aqui sobre outros livros sobre Cartier-Bresson (aqui e aqui, por exemplo), mas esse é um daqueles que a gente compra e degusta, curte, exibe pros amigos, abre e fica olhando por dias… e tem até os que, como eu, acha um lugar nobre pra deixar ele aberto na sala de casa, como algumas tias faziam com as bíblias.

A dica foi dada pelo leitor Reuel Almeida, que me lembrou desse livro fantástico que saiu pela editora Cosac Naify. É o livro Henri Cartier-Bresson: o século modernoo livro é daqueles “livros grandões” cheios de fotos (mais de 400 imagens) em mais de 370 páginas e 2Kg de puro amor fotográfico.

Ele foi publicado originalmente pelo MoMA (Museum of Modern Art, ou Museu de Arte Moderna, de Nova Iorque), e foi escrito (ou compilado) pelo cara que é curador-chefe de fotografia do museu, Peter Galassi. Até aí, ok. Um livro grande, grosso, cheio de fotos, escrito por um cara que entende pra cacete do assunto… mas tá cheio desses por aí, né? O que esse REALMENTE tem de mais?

Olha ele aêeee! :-)

É o seguinte: ele foi o primeiro livro cuja produção teve acesso TOTAL (TO-TAL!!) aos arquivos da Fundação Henri Cartier-Bresson, onde está guardado tudo relacionado ao tiozinho francês que todos amam e admiram. Ou seja, o tal do Peter Galassi pode ver, ler, fuçar, mexer, escolher tudo que queria pro livro, de textos, cartas, depoimentos, entrevistas a negativos, folhas de contato, fotos, retratos e sei lá mais o quê. Falando assim dá pra entender o porquê dos dois quilos e meio de livro… e parece até pouco pra tanto material, né? :-P

A sinopse do livro explica:

“Em seu ensaio, Galassi apresenta uma nova leitura da abrangência obra do fotógrafo, desde suas inovações surrealistas do início dos anos 1930 até sua atuação como um dos principais fotojornalistas da história. A seção “Pontos de Referência”, quase um livro em si, traz os mapas com os roteiros das incessantes viagens de Cartier-Bresson durante mais de quarenta anos, além de bibliografia de suas publicações na imprensa, filmografia e cronologia de suas principais exposições fotográficas e livros.”

Véi, mano, dude, rapá…o roteiro das viagens do cara! Cronologia das exposições! Olha, eu já li duas biografias dele… mas ver a história da vida do tio Henri assim, toda ilustrada… na boa… eu quero! :-)

Enfim, eu quero, todo mundo quer, mas nem todo mundo pode… nem eu posso (ainda ;-). O livro custa entre R$150 e R$250,00, dependendo de onde você for procurar. Ele tá esgotado na editora, mas algumas lojas ainda têm ele. A forma mais fácil de ver aonde (considerando lojas online, é claro) tem ainda, e quanto custa, é olhando o Bondfaro e o Buscapé.

E ai? Deu água na boca?

 

 

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!