16comentários

Guardando e limpando negativos “like a pro”…

por em 20/07/2012
 

É… mais um post sobre isso. Mas se ainda é preciso escrever mais um, é porque os anteriores não foram claros o bastante, né? Então vamos falar com mais calma, e entrando em detalhes em alguns casos. Mas antes, vamos ver o que já rolou por aqui, pros que ainda não leram:

Como cuidar de câmeras de filmes… e filmes!
Os negativos voltaram do laboratório… E agora?
Raio-X de aeroporto estraga filme ou não estraga?

Se você leu esses posts aí, vai ver que eu falei sobre como guardar e limpar negativos assim, meio que por alto. Vamos então ver como os profissionais sugerem que você faça isso. E, de uma vez por todas, pensar e agir like a boss like a pro.
Mas antes, uma regra de ouro que todos os gurus que pesquisei falam: é muito mais barato, a longo prazo, armazenar bem agora, do que limpar no futuro. Então pense nisso desde já…
Armazenamento:
A melhor forma de se armazenar negativos é reconhecidamente através do uso de fichários e folhas de fichário especiais pra isso. As folhas são popularmente conhecidas como PrintFiles, que é o nome do maior fabricante desse tipo de material, e os fichários são diferentes daqueles que você usava na escola, porque são fechados, evitando entrar poeira.  Se o ambiente onde você vai guardar esse material for úmido, acrescente um pouco de Silica Gel à brincadeira, pra ter certeza de que o mofo não vai tomar conta das suas fotos. Beleza? Beleza. Vamos agora ver e detalhar esse material:
PrintFile (a “folha do fichário”): É vendido lá fora em pacotes de 100 folhas, por aproximadamente US$20,00 (uns R$60,00, já com impostos, mas sem contar frete), e sai bem mais barato do que comprar aqui no Brasil, onde você encontra por valores que variam de R$0,50 a R$2,80 por folha! Tem pra todos os formatos de filme possíveis e imagináveis (135, 110, 120, Polaroid…), como você pode ver nesse link do meu site gringo preferido, o Freestyle.
Storage Binder (o “fichário”): É vendido por unidade, e tem de várias marcas, custando em torno de US$10,00 cada. Não sei quantas folhas cabe, até porque o tamanho varia de fabricante pra fabricante, pelo que vi, mas eu chutaria que cabe de 20  50 folhas… nesse link tem um monte deles. Sim, você pode tentar procurar alguma solução gambiarra, tipo um fichário comum dentro de um daqueles containers de plástico pra guardar coisas em casa… e pode funcionar. Mas ai não é “like a pro” ;-)
Silica azul (o “anti-mofo”): Esse sim é fácil de achar no Brasil. É o mesmo produto que vem naqueles saquinhos anti-mofo que vêm dentro de bolsas, carteiras e outros troços, sabe? Aquele branquinho, que parece um travesseiro da Barbie? Pois é… só que essa azul tem um lance legal de mudar de cor quando fica úmido demais, pra que você possa colocar ela no forno pra ela desumidificar e você reaproveitar eternamente (falamos dela aqui já…). Eu costumava comprar um saquinho comum, tipo esse… mas recentemente tenho comprado dessa charmosa linha Pingi, que é feita pra armários e coisas caseiras do tipo, mas é de ótima qualidade, tem vários tamanhos, e tá começando a ficar mais barato do que o saco de silica pura…

Limpeza:
Quando se fala de limpar negativo, parecem haver algumas dezenas de possibilidades, mas 90% delas super técnicas, chatas e que eu não faria de jeito nenhum pelo risco de não saber fazer direito e estragar minhas preciosas lembranças em negativo. Por isso levantei algumas mais populares, mesmo que não sejam as mais baratas. A mais simples consiste em lavar com água e depois dar um banhinho de Photo-Flo ou Aspergol. Se isso não funcionar, existem ums produtos específicos pra isso. Vamos aos detalhes.

Água e Photo-Flo: A parte de “lavar com água corrente em temperatura ambiente” dispensa maiores explicações, né? Porque é isso mesmo que você entendeu. Lavar na pia, passando levemente os dedos pra soltar a sujeira. A parte do tal do Pohotoodfofoplfoflo é que sei que pouca gente conhece. Mas eu explico. Photo-Flo é o nome de um produto quimico fabricado pela Kodak pra ser usado na última fase da revelação de um filme. O filme é banhado nele pra que, na hora de secar, não fique com bolinhas de poeira ou de sujeira (tipo aquelas que ficam na louça quando você não enxágua direito, sabe?). É tipo um detergente (tem a textura de um detergente de cozinha) só que, diferente do detergente de cozinha, o filme não pode ser enxaguado depois que se passa ele. É só deixar secar e pronto.

Photo-Flo não é difícil de achar. Mas a noticia ainda melhor é que existem vários genéricos perfeitamente aceitáveis (e, segundo alguns, até melhores), também fáceis de achar. O mais famoso é o Aspergol, que dá pra comprar até online, na Consigo. Se quiser procurar outros tipos. procure por “solução umectante” pra processos de revelação de filmes.

Film Cleaners (ou, em bom português, “limpadores de filme”): São produtos químicos feitos especialmente pra isso: limpar filmes. Nunca vi vender no Brasil, mas no meu querido site Freestyle, tem dois: O Pec 12 e o Edwal Film Cleaner. Pelo que andei lendo, o Pec 12 é uma evolução do Edwal: mais barato, vem em spray e tal… mas os dois são bem recomendados.

O ideal é usar esses produtos com o lencinho Pec Pad, feito especialmente pra limpar filmes e lentes de objetivas. Mas tem gente que usa outros tipos de “paninhos” não abrasivos e tal…

Alcool Isopropilico: Difícil de escrever, fácil de achar (em farmácias de manipulação e lojas de material eletrônico, já que ele é muito usado pra limpeza de componentes eletrônicos). Vi muita gente falando em fóruns sobre experiências positivas limpando seus filmes com esse álcool e um paninho ou lencinho não abrasivo. Mas como não vi nenhum  profissional recomendando esse método, ele fica aqui, por último na lista de métodos sugeridos, apenas pros mais corajosos ;-)

Bom, acho que é tipo isso. Vi muito mais coisa, mas nada que seja melhor, ou mais fácil, do que as coisas aí de cima.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!