8comentários

O mofo na lente pode ser seu amigo…

por em 27/07/2012
 

Quem me segue no twitter e no facebook já deve ter visto eu elogiando umas fotos que a ex-aluna Marina tira com sua Pentax K1000 e uma 50mm f/1.4 mofada. São fotos feéricas (procura no dicionário ;-) muito legais e inspiradoras.

Mas hoje não vamos falar da Marina. Vamos falar do Lucas Badini. O Lucas e a Marina têm uma coisa em comum: o apreço por lentes mofadas (ou pelo menos por uma lente mofada: a deles ;-)…

Mas eu vou deixar o próprio Lucas contar as aventuras dele e da sua câmera carregada com filme pb vagabundo chinês.

Acho legal pra desmistificar a visão de que as lentes precisam estar puras para produzir fotos legais. Por mim, acreditaria que na verdade não é o mofo, mas sim alguma alma especial inclusa na câmera, mas acho já seria ilusão demais.

Minha câmera é uma Lubitel 2 original da época, não um relançamento da Lomo ou qualquer outra marca. Meio castigada pelo tempo? Sim. Meio destruída? Sim.

Praticamente todas as fotos foram tiradas com o filme P&B chinês barato da Lomography, ISO 100*. Eu gosto de acreditar que ela tem uma espécie de alma própria, uma aura que é só dela e que faz as fotos ficarem com esse efeito meio fantasmagórico, meio ilusão que elas ganham. Acho que o fato dela já ter anos de vida e diversos donos me faz acreditar mais nessa espécie de alma que ela carrega; desde sempre ela me entregou fotos numa vibe meio deprê, um clima meio nostálgico.Parece sempre uma ida ao passado de algum jeito estranho.

Mas tecnicamente falando sobre ela, ela apresenta uns mofos na lente e poeira interna de lente, porém eu não faço, nunca fiz, e nunca farei, a menor questão de limpá-la ou algo assim. Talvez a maior graça dela esteja em produzir as fotos tecnicamente erradas, poluídas, sujas.

Pois é. O Lucas não está sozinho. E não estou falando da Marina. Existem fãs de lentes mofadas, com ruidos, soft focus e outras interferências, espalhadas pelo mundo inteiro. Pra quem gosta de fotografia low-fi, o mofo pode ser um grande aliado e, o melhor, fácil de ser encontrado por aí em lentes de brechós e feiras… ;-)

Abaixo você confere algumas das fotos do Lucas. Ele mandou elas bem pequenininhas pra mim. Mas no Flickr dele você pode ver elas em tamanhos bem mais legais.

 

* A Lomography, pra quem não sabe, compra seus filmes de fornecedores/fabricantes “normais”. Tem alguns que são Fuji, outros Agfa, outros de outras marcas, geralmente chinesas, russas, etc. Mas o antigo filme PB 120 de ISO 100 deles (que vem num saquinho vermelho) é sabidamente um Lucky, um filme pb chinês pra lá de vagaba, e por isso mesmo bem interessante de se usar ;-) Até por isso ele é mais barato que os recentes Lady Grey e Earl Grey, que são de fabricantes mais… sei lá… mais caros.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!