2comentários

Estudando folhas de contato, Parte 2: Dispare duas, três… dispare muitas vezes!

por em 10/08/2012
 

E hoje vamos continuar conversando com o Eric Kim, que fala sobre como ele acha importante estudar as folhas de contato. A primeira parte desse post foi publicada ontem, e seria legal você ler ela, se ainda não leu, pra entender do que estamos falando ;-)

Fala Eric!

“Assassinos disparam duas vezes”

Close da folha de contato. Garota Americana na Itália, Ruth Orkin (1951). © Acervo de Ruth Orkin

Um dos meus trechos favoritos do livro “Going Candid” de Thomas Leuthard é o capítulo que ele deu o nome de “Assassinos disparam duas vezes”. É uma frase muito crua e visual, que ficou na minha cabeça.

Na fotografia de rua, se você se depara com um “momento fértil” (um momento decisivo que está prestes a acontecer), não tire apenas uma foto. Pelo contrário, tire várias fotos. Segundo a analogia usada por Thomas em seu livro, assassinos sempre dão dois tiros em suas vítimas pra se certificarem de que ela está morta. Logo, se você der de cara com um “momento fértil”, trabalhe a cena. Dispare de diferentes ângulos, e tente fazer o máximo de fotos que puder. Tire a primeira foto seguindo seu instinto, e depois dê um passo pra esquerda e faça outra foto. Talvez possa também se agachar e tirar uma foto vertical. E se a pessoa começar a ficar irritada ou incomodada, sorria, diga “obrigado!”, e pule fora.

A foto. Garota Americana na Itália, Ruth Orkin (1951). © Acervo de Ruth Orkin

Quando David Hurn via um momento decisivo prestes a acontecer, ele fazia 5 ou 6 fotos se possível. Pessoalmente, eu tento fazer essa mesma quantidade de fotos. Mas na verdade o máximo que eu consigo fazer antes de o momento se dissipar são umas duas fotos.

Folhas de contato de Martin Parr

Abaixo segue um video de Martin Parr narrando uma das mais memoráveis fotos já feitas no Reino Unido.

Folha de contato de William Klein

William Klein não é apenas um dos mais renomados fotógrafos de rua da atualidade, mas também um grande contador de histórias. Dê uma olhada nas folha de contato dele no video abaixo.

Um pouco mais sobre folhas de contato

Um dos livros mais valiosos de minha coleção é o Magnum Contact Sheets. Que eu saiba, ele está esgotado em quase todos os lugares*. Por isso, recomendo a todos que corram e tentem encontrar uma cópia. Ele mostra algumas das imagens mais memoráveis já feitas em toda a história, e as folhas de contato dos fotógrafos e daqueles rolos de filme. Algumas vezes os fotógrafos tiraram apenas duas ou três fotos da cena, enquanto que em outros casos foram usados rolos inteiros em apenas uma cena.

Existe ainda um livro mais antigo chamado “The Contact Sheet” que também é fantástico. Eu particularmente gosto de algumas folhas de contato de fotógrafos contemporâneos que estão nele, como Martin Parr e Carl De Keyzer.

E abaixo estão mais alguns artigos úteis relacionados a folhas de contato

A criação de “Magnum Contact Sheets”

A Magnum juntou uma série de blog posts que falam da criação do livro. Dá uma olhada:

E ai? O que achou? ;-)

* Pra nossa sorte, apesar de caro (ou por causa disso), no Brasil ele é bem fácil de ser encontrado nas grandes livrarias…

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • 29/09/2012 em 2:02 pm

    A Livraria Cultura andou vendendo este livro a R$198,00 (o valor de capa dele é 198 EUROS)… era época do meu aniversário. Daí eu bloquei todos os outros presentinhos de minha família e investi neste livro. Na semana seguinte q comprei voltou para o preço normal… cerca 400 pilas!

    Responder

Deixa aí seu comentário!