4comentários

Tesouros perdidos: fotos encontradas em cameras antigas e caixas de sapato

por em 25/10/2012
 

Tem horas que às vezes a gente tem que parar pra pensar pra não fazer bobagem. Quando se vai comprar uma câmera antiga, numa feirinha, brechó ou coisa do tipo, é muito comum as pessoas encontrarem câmeras com filme dentro, sabe-se lá de quando e de quem, e simplesmente “arrancar fora” o filme, sem nem parar pra pensar se o filme está usado, e se pode ter alguma coisa interessante nele, caso ele seja revelado.

Pois bem, geralmente tem, viu… eu mesmo nunca tive essa sorte de encontrar uma câmera com filme dentro que desse pra revelar (as poucas que encontrei com filme já tinham sido abertas e expostas à luz sem rebobinar dezenas de vezes…), mas adoraria. Muita coisa legal pode sair de lá. Quer ver?

Stephen Busken, fotógrafo americano, comprou uma câmera antigona, das de fole/sanfona, numa feira de antiguidades de Hollywood e, ao ver que estava com filme dentro, tratou de tomar os cuidados necessários pra retirar e revelar o filme. O resultado é uma coleção de fotos de soldados americanos e suas namoradas nos idos de 1950. Você pode ver todas as fotos aqui.

Outra coisa legal é dar uma olhada, nessas feirinhas, nas barracas que vendem fotos antigas. Sempre tem algumas caixas de fotos e negativos empoeiradas e comidas por traças que muitas vezes podem ter coisas bem legais. Não acredita? Então você não conhece, ou não se lembra, da história da Vivian Maier, né? ;-)

Acha que foi sorte do cara? Então olha esse caso aqui: Lauren White estava de bobeira passeando por uma feirinha de antiguidades na Califórnia, quando um vendedor de uma barraca chamou ela e disse “ei, você tem cara de quem gosta de Rock…  e eu tenho umas fotos que podem te interessar”. Pois bem, interessaram. As tais fotos eram imagens nunca vistas, nunca publicadas, nunca divulgadas de ninguém menos que os Rolling Stones! Você pode ver as fotos todas aqui e, vou te dizer, as fotos não são fracas não… são fotos amadoras, mas muito bonitas e bem feitas! Veja todas elas aqui.

E tem mais, muito mais história. Eu procurei pra caramba, enquanto estava escrevendo esse post, uma matéria que li uma vez sobre um fotógrafo gringo que mora no Brasil e que tinha comprado uma caixa cheia de fotos antigas numa feirinha, e se apaixonou de tal forma pelas fotos que começou a correr atrás da identidade do suposto fotógrafo, que aparecia apenas em algumas fotos em reflexos de espelho. Ele descobriu quem era o cara, que, se não me engano, já tinha morrido, e resolveu fazer um livro e exposições com as fotos. Pena que não achei a matéria…

Mas se você fuçar no Google vai achar outras histórias legais assim. Por isso, antes de olhar só pras câmeras nas feirinhas e brechós, pense se não vale à pena olhar também pras fotos e negativos que você vai encontrar por lá ;-)

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • 08/02/2015 em 3:00 am

    André, agora eu fiquei curioso. Tem certeza de que não se lembra de nada desse caso do fotografo desconhecido?

    Responder

  • Jobs
    16/10/2014 em 1:26 pm

    Cara…te faz relembrar as coisas…isso é muito bacana! Nunca achei, mas deve ser uma experiência bacana!

    Responder

  • Yago Moreira
    25/10/2012 em 1:27 pm

    Vou dar meu testemunho sobre achar filmes em caixa de sapato :D

    Minha mãe achou não um, mas dois cartuchos de filme Kodak 126 que não tinham sido revelados. Aproveitando para fazer a gambiarra, abri o cartucho com todo cuidado, coloquei o filme num daqueles potinhos de filme 135 e mandei revelar.
    O primeiro, eram fotos da minha mãe, minhas tias e umas amigas dela na praia em 1984. Alguns anos antes dela conhecer meu pai. Ela colocou as fotos no facebook e pronto, ela e a mulherada comentando daquelas fotos e daquele dia na praia (nostalgia total)
    O segundo, eu demorei um pouco pra revelar, mas fiz isso na semana passada. E foi um filme batido em 1993, segundo minha mãe são fotos tiradas 1 dia depois do meu aniversário de 1 ano.
    E foi muito legal achar fotos que até então, tinham sido esquecidas.
    É só procurar que com certeza você vai achar algum filme esquecido na sua casa.

    Responder

Deixa aí seu comentário!