7comentários

Escolhendo as armas: quais câmeras e filmes levar em uma viagem?

por em 30/10/2012
 

Penso que todo o colecionador de câmeras analógicas (ou digitais – se é que existe esta classe) já passou por este dilema: vai realizar aquela viagem fantástica, planejada há tempos, e não sabe qual camera (ou cameras) levar.

Sempre que eu e Ana viajamos, passamos por este bom problema: muitas cameras e filmes, mas não dá pra levar tudo. Médio formato, 35mm? Cor, PB, slide, redscale? Várias cameras compactas com diferentes efeitos, uma camera grande com opções de lentes? Ahhhh, que dúvida! Sempre perdemos mais tempo escolhendo as cameras do que as roupas!

Em nossa viagem de lua-de-mel levamos quatro cameras na mochila, para todo o canto: uma digital, uma médio formato com filme cor, uma 35 mm com filme PB/slide, e uma Fuji Instax para momentos românticos. Lindo, né? Mas deu um baita trabalho ficar carregando esta coleção para todo o canto.

Já na viagem que realizamos este ano, levamos apenas uma camera analógica (Zorki 4K) e a experiência também foi legal – menos peso nas costas e menos “preocupacão” de qual camera disparar naquele momento bacana.

Existe uma opcão ideal? É claro que não, cada pessoa aproveita a fotografia de uma maneira! Mas podemos deixar aqui algumas dicas para o pessoal que quer viajar e fotografar analogicamente:

Antes de viajar, estude bem a cidade-destino e faça uma breve pesquisa por imagens no flickr. Lá você vai sentir de a cidade é mais “PB” ou mais “cor”;

Estude bem o peso da mochila que vai levar para todo o canto. Não é nada legal ter que parar um passeio por causa de dor nas costas (experiência própria). Além disso, uma mochila cheia de câmeras diminui o espaço para carregar as inevitáveis compras que sempre ocorrem no decorrer da viagem.

No mínimo uma semana antes, verifique seu estoque de filmes. Em nossa última viagem, percebi somente no dia de viajar que estava sem filme 35mm PB! Tive que perder tempo durante os passeios caçando um.

Nunca leve uma camera que não tenha bastante intimidade. Que nunca tenha testado, então, jamais! A frustração de ter problemas com o equipamento durante a viagem é muito frustrante. E a de voltar para a casa e perceber depois da revelação que não saiu nenhuma foto, maior ainda!

E dica final: se desejar levar tripé, sempre o despache na mala! Uma vez fui com ele na mochila e fui proibido de levá-lo na mala de mão. Afinal, um tripé é praticamente uma arma branca, não é mesmo?

Quem tiver mais dicas, por favor sinta-se à vontade de mandar pra gente, que vamos incrementando o post!

Boas fotos para todos – e uma ótima viagem!

[Nota do Editor: Visitem o Flickr do Gui e da Ana pra verem as lindas imagens que eles andaram fazendo com essas câmeras em suas viagens. Eu fui lá procurar imagens pra ilustrar esse post e quase fiquei horas passeando por lá ;-) ]

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Jomar
    06/10/2014 em 6:01 am

    Amigos, acho um absurdo quem vai para os EUA ou Europa e leva um monte de equipamento. Com os preços praticados lá fora principalmente com equipamento analógico, é muito melhor comprar tudo lá. Basta adquirir uma câmera que conheça, e se não conhecer, não tem nada de mais, tendo cuidado na verificação do equipamento na compra, sai tudo bem. Essa atitude ainda preserva a pessoa do desprazer de ter que se deparar com taxação do próprio equipamento na volta o que é muito comum caso a pessoa não leve a nota fiscal do equipamento com que viajou para o exterior. Só em caso de viagens para lugares onde dificilmente seja possível a compra de equipamento fotográfico é que se deve levar uma, e apenas uma boa câmera para cada pessoa. No caso de um casal, uma câmera para cada um resolve toda a situação, é fácil o transporte e ainda tem a segurança de uma de sobra caso aconteça algo com uma das câmeras. Por experiência própria, levar um monte de coisa, é só trabalho e peso desnecessário.

    Responder

  • 22/11/2012 em 2:49 pm

    Estava comentando com um amigo meu fotografo profissional que ia para Ouro Preto-MG. Ele começou a se lembrar de histórias de quando só havia cameras de filme.
    Me contava que em suas viagens e a de seus amigos sobre suas conversas de buteco:
    – Porra cara, vou para Londres 2 semanas. Vou levar 7 Filmes…
    Todos paravam e faziam…
    – Uuuuuuuh…

    Ele comentou comigo que numa viagem vc não preve 100% o clima e a iluminação do local, então na dúvida apenas ISO400 pra cima.
    Nublado, chuviscando, ventando… Esse foi o fds de Ouro Preto :(
    Levei apenas 2 filmes Kodak, 1 ISO 200 e 1 ISO400.
    Esse meu amigo me falou para fotografar o de 200 como 400 e o de 400 para 640.
    Ai depois vim no QF e vi um artigo. Ai entendi o que ele falou.
    As fotos de Ouro Preto até sairam boas, apesar do mal fotografo :( kkkkk
    Arrependi de não ter levado mais filmes e objetivas.

    Uma dica, se puder leve uma câmera com 100 objetivas, mas tente não levar mais de uma Câmera… A menos que saiba o que está fazendo… D: kkkkkkkkkkkk

    Abraços.

    Responder

  • 15/11/2012 em 2:13 pm

    É pessoal, o dilema é grande! Bom saber que não somos os únicos rs

    Depois que fizerem suas escolhas e quiserem compartilhar conosco, voltem ao post que podemos continuar a acrescentar dicas!

    Abs!

    Responder

  • Eduardo Andrade
    15/11/2012 em 1:39 pm

    Tenho viagem planejada p/ dezembro e estou passando por esse dilema… Talvez as escolhidas sejam a F100 com a cinquentinha (básica, impossível sair sem ela!) + 1 lente zoom e uma rangefinder, para aquelas ocasiões em que o tamanho e a discrição são um problema. Digital ainda não sei se vai rolar, se bem que seria legal p/ fazer noturnas sem flash…

    Responder

  • Nelma
    30/10/2012 em 1:48 pm

    Isso é um dilema!!! Principalmente no avião, nenhuma bolsa cabe as câmeras + ipad+ tranqueiras de bolsa de mulher sem ficar desconfortável. Já testei bolsa+sacola e bolsa grande, na próxima viagem será bolsa menor + mochila de ataque. Vamos ver se funciona!
    O duro é que a spinner ocupa um espaço monstruoso mas não dá pra deixar de levar, a sprocket tbém é grandinha e pode ser uma alternativa a spinner…ou não, céus!!!

    Responder

  • gustavomahoney
    30/10/2012 em 1:21 pm

    ótimo post! estou com uma viagem marcada pra europa, e a duvida ta grande, mas acho que vou levar uma olympus om10, 2 lentes, e uma sprocket rocket (que é leve, vai). E lá comprar uma 5D…

    mas no mochilão, tenho muito medo de achar que vou acabar carregando peso demais…

    Responder

Deixa aí seu comentário!