12comentários

Conheça o perfil do típico lomógrafo…

por em 13/11/2012
 

Alô galera! Hoje não vou falar de fotografia, nem de técnicas fotográficas, nem de cameras, nem de filmes… ué? vai falar de quê? Vou falar de vocês, fotógrafos! Ou, mais especificamente, vou falar das 5676 pessoas, de 82 países, que responderam ao questionário que a Lomography enviou por e-mail há uns 2 meses atrás. Os resultados já foram divulgados e alguns são bem interessantes.

Atenção: Se você não tem interesse por questões socio-antropológico-metafísicas, não continue a ler porque o papo pode ser chato.

Então vamos lá…
Será que os fotógrafos (neste caso, lomógrafos), são diferentes das pessoas ‘comuns’?

Os resultados da Lomography foram comparados com os resultados da população geral de um questionário feito pela revista TIME, e foi descoberto que…

Em resposta à primeira pergunta ‘Quanto tempo você acha que conseguiria ficar sem usar seu telefone celular?’, os lomógrafos responderam maioritariamente que conseguiriam estar de 1 dia a mais de uma semana, enquanto a população geral respondeu maioritariamente que conseguiria estar sem ele apenas de uma a várias horas.

Também se vê que, relativamente à população geral (14%), existe um maior número de lomógrafos (43%) que considera o contato constante com a tecnologia um fardo.

Também 85% da população geral se acha mais segura com a comunicação tecnológica, contra 70% dos lomógrafos que pensam o contrário.

Ficou claro que a população lomográfica não está tão ligada nas novas tecnologias, mas será que cultiva passatempos ‘analógicos’ ao invés dos tecnológicos?

Na primeira pergunta dessa imagem à direita, 86% dos lomógrafos responderam que viajar pelo mundo lhes traria imensa felicidade. Esta tendência se verifica nas respostas à segunda questão, quando de 3 possíveis prémios de um concurso, eles escolheriam férias de aventura ou férias em uma cidade, contra apenas 11% que preferiam um computador.

Em relação a ‘hobbies analógicos’, 52% respondeu que costuma ouvir música em discos de vinil, 41% toca um instrumento acústico e 66% mantém albúns das suas fotografias analógicas.

E então? descobriu que tem mais em comum com os restantes lomógrafos além da paixão pela fotografia? Eu sim! É engraçado ver que existe quase uma micro-cultura associada à fotografia analógica.

E era isso que eu queria trazer pra vocês hoje. Terminou a aula de culturas. Até à próxima!

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Eduardo Andrade
    15/11/2012 em 12:59 am

    Vixe, eu sou 50% lomógrafo e nem sabia disso… Celular? Acho que o meu pode ser chamado de telefone residencial sem fio. Tablet? Pra que, se com o mesmo valor eu levo aquela Nikon FE2 pra casa e ainda sobra p/ um pequeno estoque de filmes…

    Responder

  • 13/11/2012 em 9:27 pm

    Desviando da questao do post, voces viram que a Lomography parou de produzir um monte de filmes? Acredito que maior parte nao é de hoje, mas a novidade é que parece que o Lomography XR 50-200 saiu de linha.

    Sairam de linha tambem o Lomography X-Pro Slide 100, Lomography X-Pro Chrome 100, Lomography X-Pro Tungsten 64, Lomography Redscale 100.

    Responder

  • Daniel
    13/11/2012 em 8:43 pm

    O que seria da lomografia sem a internet, os scanners, os blogs? Seria um devaneio solitario. Eu adoro tecnologia e tb adoro a fotografia analogica. Se ser lomografo eh isso ai entao tb nao sou. Mas ta cheio de filme aqui me aguardando para muitos momentos de diversao.

    Responder

    • Bruna
      03/12/2013 em 9:18 pm

      Acho que a questão não é essa, Daniel. O texto não fala que para ser lomógrafo você tem que ser avesso às novas tecnologias. O texto só coloca uma questão interessante que é um ritmo diferente, a não obsessão e super dependência das novas tecnologia. Claro que graças a essa tecnologia a comunidade analógica aumentou, mas o texto em nenhum momento foi extremista falando que todos os lomógrafos TÊM que rejeitar os iPhones, etc.

      Responder

  • Débora
    13/11/2012 em 6:26 pm

    Acho meio complicadas essas coisas. Penso que nao, necessariamente, existe uma microcultura associada à fotografia analógica, mas quem sabe, uma modinha “leave the digital grind behind” levada ou ao extremo ou a uma galera que pode ter vindo a responder de forma “oposta” à “tecnologia” só pra se mostrar mais hipster. Acho esses extremamos ~nao gostamos de coisas digitais~ meio redutores. Enfim. Sou chata. Parei hahaha

    Responder

    • Diogo G
      13/11/2012 em 8:57 pm

      é claro que existe muuuita gente que funciona dessa forma apenas por moda, mas essas pessoas se inspiram nos verdadeiros e genuinos não-amantes de tecnologias. talvez. mas não se pode levar ao extremo, claro :-) e os resultados não mostram 100% de tendência para isso. mas que existe algo de diferente, existe. eu achei legal porque, modinhas à parte, eu sempre fui assim, e é engraçado ver que o meu perfil encaixa aqui. é claro que não posso dizer que odeio tecnologia… afinal se não fosse ela, eu não poderia estar aqui, respondendo a você desde Portugal :-) mas se me perguntarem se eu prefiro o mundo sem meu computador ou sem a minha guitarra…ah cara, o computador que vá pro inferno ;-)

      Responder

  • Madelaine
    13/11/2012 em 2:04 pm

    uso câmeras da lomography e não sou lomógrafa.

    [um suspiro de alívio]

    Responder

  • 13/11/2012 em 12:59 pm

    Na mosca! Tb adoro vinil e meus violões.

    Responder

  • 13/11/2012 em 12:20 pm

    Diogo, respondi a este questionário, achei interessante esse levantamento da Lomography… :)
    Quando você diz que a maioria dos lomógrafos acha a tecnologia um problema, olhando para o gráfico, acho que a maoria considera a tecnologia útil, não concorda?

    []s e ótimo texto!

    Responder

    • Diogo G
      13/11/2012 em 8:51 pm

      tem razão. queria dizer que em comparação com a população geral, existem bem mais lomógrafos a ter essa opinião. já vou corrigir o texto

      Responder

Deixa aí seu comentário!