17comentários

As “melhores” desculpas pra quando estiver fotografando nas ruas…

por em 20/11/2012
 
Por Julio Perestrelo

“Achei que você era alguém famoso…”

Post pra relaxar: Thomas Leuthard publicou no seu blog do 500px uma lista das melhores, ou piores desculpas pra se dar pras pessoas quando você estiver fotografando elas na rua, ao melhor estilo Street Photography. Essa lista já se espalhou que nem uma praga pelos sites de fotografia mas, se você não viu ainda, taí minha tradução.

Não estranhe se não entender algumas das piadas. A lista foi feita por/para um grupo de amigos, então está cheia de referências bem… específicas. Enquanto estava traduzindo, não resistia marcar em negrito minhas favoritas :-P

E, no final, um video do Erik Kim usando algumas dessas desculpas numa sessão de rua, só de farra… ;-)

“Eu estava fotografando aquele prédio ali no fundo quando você entrou na frente…”

“Eu sou um turista documentando o dia-a-dia na cidade”

“Acabei de comprar essa câmera e estou testando ela…”

“Você conhece Bruce Gilden? Ele é ainda pior” 

“Você conhece a Vivian Maier? Se você me matar sua foto pode se tornar pública…”

Por Buiu

“Você lembra muito a minha avó…”

” Você deveria ver o Eric Kim… é um turista coreano maluco com uma Leica M9…”

“Estou participando de uma competição no Flickr…”

“Sou um estudante de fotografia e nossa professora pediu pra gente fotografar pessoas. Ela é bem chata…” 

“Estou trabalhando no projeto 100 Strangers!”

“Adorei os seus olhos…”

“Você tem um rosto bem interessante…”

“Adorei seu estilo!”

“Você é linda! Pode me dar seu número?”

“Você se parece muito com a minha avó…”

“Eu sou um caçador de talentos… você quer ficar famosa?”

“Eu sou um fotógrafo famoso procurando por novas modelos…”

“Eu pensei que você era uma celebridade…”

“Achei que você era um ator famoso…”

Por Caio Brito

“Eu tirei sua foto. Agora você me deve dez reais…”

“Eu tirei sua foto. Agora você me deve dez reais…”

“Eu quero casar com você…”

“Elvis não morreu…”

“Você se parece com Osama Bin Laden”

“Essa é sua esposa ou só uma puta de rua?”

“Não olhe pra mim… não fui eu…”

“Minha câmera travou. Ela tá fotografando sozinha…”

“Minha esposa é muito feia e isso está me curando…”

“Sim, eu sou um tarado. Obrigado por me ajudar a conseguir prazer…”

“Eu trabalho no mercado financeiro. A crise me fez fazer isso…”

“Eu sou jovem e preciso do dinheiro…”

“Eu tenho um vício em pessoas feias…”

“Algumas pessoas usam drogas. Eu tiro fotos de estranhos…”

“Você vai estar na TV amanhã…”

Por Julio Perestrelo

“Você é lindo! Me dá seu número?”

“Nós estamos fazendo um filme. Por favor chegue pra trás…”

“Essa é uma cena de um crime. Eu não posso responder às suas perguntas.”

“Sua esposa pediu pra eu te seguir. Melhor levar algumas flores pra ela quando for pra casa…”

“Me passa seu endereço. Eu te envio uma cópia…”

“Um dia você vai ficar orgulhoso de eu ter tirado uma foto sua…”

“Não, eu não posso deletar sua foto. Estou usando filme…”

“…” Finja ser surdo-mudo, e dê a ele um cartão dizendo o que você está fazendo.

… ou qualquer outra desculpa que te ajude a fazer aquela foto!

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=Cprjnf8g_w4]

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • 02/02/2013 em 1:27 am

    Eu não tenho muita coragem de fazer isso não hauahuaha

    Responder

  • 28/12/2012 em 1:45 am

    eu tenho medo de levar um tabefe, mas icaro me encoraja mt, quando saio com ele faço algumas.

    Responder

  • 24/11/2012 em 1:11 am

    Uma das minhas experiências com Fotografia de rua… kkkkkk http://instagram.com/p/OdisTdOlA1/

    Responder

  • 21/11/2012 em 3:37 pm

    gostei dessa: “Não, eu não posso deletar sua foto. Estou usando filme…”

    Responder

  • 21/11/2012 em 1:47 pm

    ceus….
    ri MTO alto!
    hahahahahahahahahahaha
    adorei!

    Responder

  • Eduardo Andrade
    21/11/2012 em 1:10 pm

    Eu saio de casa algumas vezes apenas p/ fazer street photography, quando estou meio ocioso. Nessas ocasiões, vou de bicicleta, munido de uma das minhas câmeras mais rápidas de foco (a Canon 40D, a Elan 7 ou a Nikon F100), enquadro o frame rapidinho, e da mesma maneira que eu apareço na frente da pessoa, eu sumo. Nunca disse nada pra ninguém, só paro a bicicleta na frente do cidadão, saco a câmera (já ligada, é claro) da minha Lowepro AW 160 (muito prática p/ street photography), e mando bala na foto. O processo é tão rápido (menos de 10s) que nunca deu tempo de ninguém ter uma reação.

    Responder

  • Diego Galípolo
    21/11/2012 em 10:09 am

    Rararararararara!! Esse post foi feito pra mim!!! O que eu tomo de toco na rua tentando brincar de “street photography” não tá escrito…
    Nesse último domingo fui tirar foto de uma banca e tinha um cara dentro lendo um jornal. Ia ficar bem legal!!!… até que o cara me viu focando e perguntou se estava tirando foto dele. “Não, não… é da banca. Não pode?” – rs
    O sujeito saiu do quadro, se escondeu atrás de uma pilha de revistas, a foto muito provavelmente vai ficar sem graça (não revelei ainda) mas enfim… nem sempre se pode ganhar todas (ou ser invisível).

    Responder

  • Bruno Massao
    20/11/2012 em 11:10 pm

    A do prédio atrás não funciona muito bem. Eu já tinha visto o vídeo do Eric e tentei testar algumas dessas expressões. Na hora que eu usei a desculpa do prédio, o cara me olhou, deu risada e falou “você não acha que está usando um quadro muito fechado pra fotografar um prédio tão alto?”. Na hora eu saquei que o cara também fotografava e dei risada hehe
    A da celebridade funciona muito bem! A pessoa normalmente olha pra você e fala “que cara louco”, mas em alguns casos dá risada e responde algo do tipo “quem dera”. Muito dificilmente acabam comentando sobre a foto em si. :)

    Responder

  • 20/11/2012 em 9:00 pm

    Fotografar pessoas desconhecidas é algo que sempre me deixa bastante apreensiva. Eu disfarço ao máximo, tanto que as fotos sempre acabam saindo ruins. Gostei da desculpa do prédio atrás, acho que a usarei.

    Responder

  • 20/11/2012 em 4:07 pm

    Deixe-me reformular:
    No mundo corporativo há uma frase que é bem popular que diz que desculpas são as coisas mais fáceis de se conseguir. Principalmente para os brasileiros que são extremamente criativos. Portanto dizer a verdade – por pior que possa ser – continua ser a melhor de todas e qualquer expressões. ;-)

    Responder

  • 20/11/2012 em 3:59 pm

    Esse post fez-me lembrar de uma frase no mundo corporativo: “Desculpa, é a coisa mais fácil que se inventar”.

    Responder

  • Danilo
    20/11/2012 em 2:50 pm

    “Eu estava fotografando aquele prédio ali no fundo quando você entrou na frente…” é a mais engraçada

    Responder

  • Diogo G
    20/11/2012 em 2:27 pm

    só ficou faltando “mas você me consegue ver?!” ahahah

    Responder

  • 20/11/2012 em 2:17 pm

    Uma vez dei uma resposta engraçada (bem clichê) para uma velhinha, que funcionou bem:

    Velhinha: pq vc está me fotografando?
    Eu: se eu contasse teria que te matar.

    Ela fez cara de assustada, mas logo entendeu e começou a dar rizada. Deixou até eu tirar mais fotos.

    Responder

  • 20/11/2012 em 1:08 pm

    é realmente uma situação complicada. eu sempre fotografei nas ruas do recife e quando eu viajava, sempre fiz isso. o cotidiano deve ser registrado. me especializei em fotografar rapidamente as pessoas sem serem percebidas. no entanto, uma tarde estava em bh e rapidamente fotografei uns velhos ociosos na rua. quando cliquei, percebi que alguém apareceu no quadro e vinha em minha direção. tentei disfarçar, mas o cara me alcançou. exigiu que eu deletasse a foto. tentei argumentar que estava usando filme. como ele era escandaloso, me fez tirar o filme e entregar a ele…como eu era turista, não queria confusão. ele devia ter algum problema com a imagem dela na polícia, sei lá. depois disso, fiquei meio intimidado ao fotografar nas ruas

    Responder

  • 20/11/2012 em 12:54 pm

    Putz! Já usei algumas destas desculpas… mas um dia quase apanhei de uma mulher furiosa pq eu tinha fotografado o marido dela e ela queria saber qual era a ligação dele comigo. Tenso… Duro de tudo, a foto em si não saiu. =(

    Responder

Deixa aí seu comentário!