6comentários

Na Sua Bolsa #20: Yago Moreira

por em 24/11/2012
 

E chegamos ao vigésimo “Na Sua Bolsa”! \o/! Hoje, “estrelando” Yago Moreira e sua mochila pra todas as horas, e suas câmeras que não podem ir pro trabalho…

Meu nome é Yago, tenho 20 anos e sou de São Paulo/SP.

Eu não costumo ter câmera na mochila durante a semana, já que é extremamente proibido tirar fotos onde eu trabalho, então não é recomendado entrar lá com câmeras.

Vish… trabalha aonde? Na CIA? Na Apple? ;-)

Eu poderia esconder na mochila e tirar fotos do trajeto pro trabalho e pra faculdade, mas eu procuro dormir o tempo todo que eu estiver em um ônibus pra recuperar o sono acumulado, então, só “levo as crianças para passear” no final de semana.

Aproveitando o feriado (15/11) vou fazer um bate-volta em São Roque (interior de SP) para fotografar, então resolvi mostrar o que vou levar.

Vou começar pelos meus três companheiros inseparáveis: a própria mochila, esse par de tênis que uso tanto que já fazem parte de mim e a queridinha de todos, a Trip 35.

Essa Trip eu comprei no Mercado Livre, está linda, com pouquíssimas marcas, e hoje é a câmera que eu mais uso, e das que eu tenho é a única em que eu confio de olhos fechados.

Dessa vez estou levando uma câmera extra (uma Canon AE-1 Program) coisa que não faço pelo peso que fica, ainda mais porque eu não tenho carro, e ter que andar com esse peso todo é muito cansativo. Mas como comprei o corpo há um mês e meio e só consegui comprar a lente agora (Canon 50mm f/1.4) eu não vejo a hora de testar tudo o quanto antes, e acho que a viagem será ideal pra isso.

Estou indo com 4 filmes, é até exagero pra um dia só, mas é melhor sobrar do que faltar. Na Trip vou colocar um Fuji T64, que será meu primeiro cromo, já estou ansioso. E de reserva outro cromo, um Fuji Sensia 100.
Na Canon, vai um filme mais barato, porque como eu disse, primeira vez que vou usá-la, então não quero arriscar um cromo ou um PB logo de cara. A câmera já está com um Kodak Pro Image 100 e estou levando de reserva o bom e velho Fuji Superia X-Tra 400

Tem também um bloco de notas pra fazer as anotações das fotos tiradas com Canon, celular e fone de ouvido pra espantar o tédio durante o caminho e o indispensável bilhete único (cartão usado em SP para pegar ônibus e metrô).

É isso, espero que o tempo ajude para que eu possa queimar todos esses filmes. E em breve colocarei as fotos da viagem no meu Flickr.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!