6comentários

Xpro só que não: revelando o Sunset Strip Xpro como cromo

por em 04/12/2012
 

Quem me conhece sabe que sou viciado por fotografar com cromo/slide. Teve uma época em que eu curti até que bastante um xpro (revelar cromo/slide em química de negativo colorido), mas não atualmente. Meu vício é fotografar com cromo e revelar com cromo mesmo.

Mas a idéia aqui não é ficar louvando (pelo menos não diretamente ;-) as qualidades e prazeres do cromo, e sim mostrar que você pode conseguir resultados diferentes até fazendo uma coisa supostamente “careta” com um filme feito pra ser “diferente”. Explico:

A Lomography vende alguns “filmes pra xpro”, ou seja, filmes feitos pra serem revelados com processo cruzado. Mas o que algumas pessoas não se deram conta ainda, é que esses filmes não são nada mais do que filmes cromo/slide normais, comuns, embalados com caixas que recomendam a revelação em C-41 (processo do negativo colorido comum) ao invés do E-6 (processo dos filmes cromo/slide).

Caiu a ficha, né? Pois é… você pode comprar filmes cromo na Lomography e nem sabia ;-)

Por Cris Gampat – www.photoblographer.com

Pois bem. Eu mesmo tenho comprado os tais Xpro da Lomography e revelado em E-6. Tenho gostado bastante dos resultados, aliás. Só não publico aqui porque, por desorganização motivos pessoais, ainda não digitalizei eles. Mas o Cris Gampat, do site The Photoblographer, fez recentemente um teste que eu ainda não fiz, até porque o tal filme não chegou ao Brasil: ele pegou o novo “filme pra xpro” da Lomography, chamado Sunset Strip (já falamos dele aqui), fotografou, e revelou em processo E-6. O resultado é o que você vê aqui nesse post.

Ele comenta no site que gostou muito, e confesso que também gostei. Adorei as cores lavadas – coisa pouco típica de um cromo atual, mas que podia ser encontrado em cromos dos anos 60 e 70, e o baixo contraste.

Como o Cris diz em seu post, é bom ver alguém lançando novos filmes no mercado, ainda mais cromos. Digam o que quiserem da Lomography, mas nisso os caras merecem os parabéns.

Abaixo uma galeria de fotos feitas pelo Cris, com esse filme, nesse esquema.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Gustavo Mahoney
    04/12/2012 em 9:50 pm

    falando de e6, eu to procurando os reagentes todos pra ver se consigo viabilizar revelação de e6 por aqui… ta dificil de achar o CD-3 e a fenidona… o resto eu praticamente já achei onde comprar… tenho quem pese e prepare até.. mas esses dois reagentes estão inviabilizando por hora…

    Responder

  • Ana Clara
    04/12/2012 em 12:45 pm

    Algumas fotos ficaram bem legais. Porém se eu tivesse um filme desses, revelaria cruzado mesmo, adoro cores saturadas!!

    Responder

    • Bruno Massao
      04/12/2012 em 4:32 pm

      Acho que depende muito. Por exemplo, essas fotos que ele fez seriam fotos bem comuns se estivessem hiper saturadas. Ficou um ar diferente nessas fotos, um ar que faz você pensar “como ele conseguiu esses tons?”. Particularmente, eu gostei bem mais dessas fotos assim do que elas reveladas em xpro. :)

      Responder

  • Thalgyur
    04/12/2012 em 12:20 pm

    E onde você revela slide com boa qualidade?
    C41 eu revelo no laboratório A3 e PB com o João Salgado — ambos fazem um ótimo trabalho! Mas sempre apanhei para achar um bom laboratório para E6 —- mais ainda para E6 em 120!

    Responder

    • 04/12/2012 em 4:25 pm

      Thalgyur, o “bom” é sempre relativo às expectativas de cada um. Eu fotografo muito pelo prazer de fotografar, e não expero (e nem pago pelo) o máximo de qualidade técnica em minhas revelações e digitalizações. Espero apenas uma revelação sem sujeiras e arranhões, e digitalizações que me permitam fazer impressões de até 20×30.

      Nesse sentido, a relevação E-6 da Lomography Gallery Store de SP me atende bem… :-)

      Responder

    • Bruno Massao
      04/12/2012 em 4:28 pm

      Faz um bom tempo que eu não uso o serviço de revelação E6 de lá, mas a Capovilla oferece esse tipo de serviço. Dois fotógrafos com quem eu trabalhei costumavam revelar lá, já que a turma que revelava E6 não era a mesma do C41 e eu gostava dos resultados. O problema era o preço, era R$25 quase para revelar e mais uns R$10/15 para digitalizar – só que o scan é bem melhor que o da Lomography.

      Responder

Deixa aí seu comentário!