2comentários

Canon A35F: uma pretinha básica no mundo das rangefinders

por em 28/12/2012
 

Acredito que todo mundo que entra no mundo da fotografia analógica um dia esbarra nas rangefinders (Existe até um post especial para elas aqui no QF). Talvez por causa do Cartier-Bresson, talvez por causa da própria Leica, talvez por causa da Canonet (que existe por causa da Leica), eu não sei, mas todo mundo esbarra numa rangefinder. E a A35F é uma excelente porta de acesso para o mundo dessas duas famosas janelinhas.

A Canon A35F é uma Rangefinder totalmente automática, lançada no Japão e Estados Unidos no final da década de 70. É pouco conhecida fora dos EUA pois foi a última rangefinder com foco manual construída pela Canon e em menos de um ano foi substituída por sua versão com autofocus, a AF35.

DSC_1365

Evolução direta da Canonet 28, a A35F omite o anel de abertura da objetiva, e usa o sistema CAT para regular a potencia do flash, que já vem embutido e está escondido atrás da tampa superior, basta acioná-lo para ter compensação direta na abertura escolhida. É equipada com objetiva 40mm 2.8 muito nítida e relativamente clara mesmo para padrões atuais profissionais (as objetivas zoom profissionais 24-70 e 70-200 são 2.8). Seu obturador é em formato de folhas e sincroniza com o flash em suas duas velocidades (1/60 e 1/320).

A A35F foi feita para ser fácil de operar, e basta armar, enquadrar, focar e disparar. Com a curta cobertura de ISO, que vai de 25 a 400, acho que a A35F funciona melhor para ambientes abertos e luz natural abundante, ou em ambientes fechados, com o auxilio do flash embutido. Quando a velocidade exigida é abaixo de 1/60, o botão do disparo trava, impedindo fotos subespostas. Quando acionado, o flash é capaz de identificar a distancia do objeto focado e regular sua potência em 3 estágios. Com todas essas automações fica difícil perder um frame exposto, normalmente temos 39 frames visíveis e os ruins não são por falta do equipamento.

Ela é facilmente encontrada em leilões no eBay, a preços bem convidativos e normalmente funcionando. Precisam na maioria dos casos de limpeza da caixa de pilhas e substituição da vedação. Para os adeptos da lomografia, apenas a remoção da vedação já é suficiente.

A A35F é discreta e foi fabricada apenas em preto, o que lhe confere um ar contemporâneo. Seu design é limpo e bastante proporcional e me lembra bastante a Minolta CLE.

DSC_1353

Conheci a A35F por acaso. Estava na busca por uma rangefinder compacta e discreta, fácil de levar e me assustei bastante quando descobri que as Canonets construídas em preto custam mais do que uma SLR em bom estado. As Yashica Electro GT são excelentes e não pesam muito, mas são maiores do que uma FM2 montada com uma 50mm. Em preto, as Minolta S2 e Yashica Electro GX são dificílimas de achar, além é claro do preço absurdo. As trips pretas não são tão raras, mas são limitadas na operação e também, muito caras.

Costumo recomendar a A35F para todos que buscam uma rangefinder muito portátil para uso diário, para fotografia de rua e viagens onde o peso é importante. Também é boa em situações com pouca luz como festas e casas noturnas e por contar com flash acoplado, a A35F cria bons efeitos com filmes redscale.

Mais sobre a Canon A35F nos links abaixo, e mais imagens na galeria:

http://www.lomography.com/magazine/reviews/2011/03/07/canon-a35f

http://camerapedia.wikia.com/wiki/Canon_A35F

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • 28/12/2012 em 2:08 pm

    O post veio na hora certa! estou procurando uma rangefinder e surgem tantas dúvidas que quase desisto (mentira, desisto não).
    Além de ser bem charmosa (e lembrar o meu mais novo sonho de consumo digital: Leica M monochrom) é Canon, minha marca favorita! :D
    obs: Não tenho preconceito com marca, uso várias câmeras, mas a canon está no meu ♥ !

    Responder

  • thalgyur
    28/12/2012 em 12:11 pm

    Outra ótima, pequena e super prática rangefinder de bom preço é a Mamiya 135, que tira fotos excelentes e também tem uma lente f/2.8; é fácil de encontrar por preços que vão de R$80 a uns R$150, em bom estado

    logo descobrem quão boa ela é e o preço é capaz de subir…

    Responder

Deixa aí seu comentário!