9comentários

O trio ISO, abertura e velocidade em um gráfico interessante…

por em 12/02/2013
 

O excelente site Exposure Guide, que é dedicado à fotografia digital apenas, às vezes publica algo de interessante pros analógicos, principalmente quanto de trata de noções básicas de fotografia (que são as mesmas pra fotografia analógica e digital, afinal de contas).

O gráfico abaixo é ótimo pra quem tá querendo começar a entender a relação entre ISO, abertura do diafragma e velocidade do obturador. Dá uma olhada que eu explico, e traduzo, logo abaixo.


exposure-triangleLegenda:
Noise – Ruído
Motion – Movimento
DOF – Profundidade de Campo (Depth of Field)
Shutter Speed – Velocidade do Obturador
Apperture – Abertura (do Diafragma)
ISO – ISO ;-)

Bom, o lancer é simples: O círculo externo da imagem mostra as três variáveis da fotografia (ISO, abertura e velocidade), com alguns valores de exemplo pra mostrar o efeito da mudança desses valores na foto. Logo, quanto mais alto o ISO, mais granulada (ou ruidosa, na fotografia digital*) vai ficando a imagem da lâmpada, quanto mais aberto o diafragma, mais curta vai ficando a profundidade de campo (menos coisas em foco), e quanto mais lenta está a velocidade do obturador, mais aparecem “fantasmas de movimento” na imagem do carinha andando de bicicleta.

Beleza até aqui? Então vamos em frente.

As pirâmides de dentro da figura são uma visualização de como os três fatores unidos e ajustados produzem um determinado valor de exposição (EV, de exposure value) que é a quantidade luz desejada pra se fazer “aquela” imagem. Portanto, se você muda um dos valores, pra mais ou pra menos, precisa compensar ajustando um dos outros dois proporcionalmente pra manter aquele EV.

Enfim… ficou cheio de dúvidas? Ótimo. Esse é o objetivo mesmo :-) Esse gráfico serve pra você entender a base da fotografia. Se você chegou até aqui, já entendeu os três pilares da exposição. Agora é se aprofundar em cada um deles. E o próprio post do Exposure Guide ajuda nisso, com mais explicações e imagens. Dá uma olhada lá!

* De fato ruido e grão não são a mesma coisa. Mas, se você está começando a entender esses conceitos, não se preocupe com isso agora, e simplesmente entenda que, quanto maior o ISO, mais “cheia de coisinhas” vai ficar a sua foto.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Martha Raquel Correia
    05/07/2015 em 3:44 pm

    Achei bom isso, porque da muito trabalho para explicar para os iniciantes o porque em fotografia “mais ” representa menos e “menos representa “mais”, portanto para profissionais isso representa frações de segundos para a velocidade do obturador, exemplo:1/100s (um segundo dividido por cem)1/200(1 segundo dividido por200) , por isso se da a numeração inversa, entendendo que o obturador se fechará mais rapidamente.

    Responder

  • 31/08/2014 em 11:22 pm

    Olá… Fiquei observando sobre o que o Erick disse, mas me parece tão didático essa parada que vai de acordo com o entendimento de cada um… gostei disso! Poderia utilizar em uma oficina de foto será, André Corrêa? Obviamente fazendo total referência a este blog (ñ sei se esse é o nome) que me representa! rsrs Valeu! Um salve!!!!

    Responder

  • Rafa
    31/08/2014 em 11:48 am

    Se com iso 100 o fotometro zera em 1/125 e f/1.4, com iso 200 ela vai zerar aumentando a vel. pra 1/250 (f/1.4) ou fechando o diafragma pra f/2 (1/125). A camera com obturador de cortina não vai fazer nenhuma outra alteração alem disso..
    O ajuste do iso em slr é só pra mudar o calculo do fotometro, a sensibilidade esta no filme e não pode ser alterada, por isso o iso na analógica eh só pro fotometro fazer o calculo da vel. e abertura.

    Responder

  • Victor
    04/03/2013 em 1:40 pm

    Olá! Gostaria de saber que alterações internas ocorrem em uma camera analogica quando se altera o ISO. Porque quando se altera a abertura, entra maior ou menor quantidade de luz; quando se altera a velocidade, o obturador fica aberto mais ou menos tempo permitindo assim maior ou menor entrada de luz. E quando se altera o ISO, de que maneira a “sensibilidade” à luz é alterada pela camera? Obrigado!

    Responder

    • 04/03/2013 em 2:32 pm

      Opa Victor! Taí uma excelente pergunta! :-D

      A resposta é: depende da câmera. Em algumas ela aumenta/diminui a área de abertura do obturador, sem mexer no tempo (como na Olympus Trip). Nas de obturador de cortina confesso que não consigo me lembrar agora do que ocorre… mas ela ajusta, acrescentando ou tirando pontos, na velocidade ou na abertura. Não tem como ser diferente… acho… :-)

      Responder

  • Erick
    15/02/2013 em 10:31 am

    Na minha concepção os sinais de + e – estão trocados tanto na velocidade do obturador como na abertura. Esse é um erro comum, já que os valores são quase sempre representados em termos de funções de 1/x (assim como na imagem 1/125 por ex.). Assim, o correto seria o sinal de adição perto do 1/125, na velovidade do obturador e perto do f2.8 na abertura, já que a abertura f2.8 é muito maior que a f22.

    Abraços

    Responder

  • Danilo
    12/02/2013 em 3:34 pm

    Excelente post! Muito esclarecedor.

    Responder

Deixa aí seu comentário!