3comentários

Silver & Light: “Esse projeto é sobre fazer algo que se ama”…

por em 24/02/2013
 

Se você procurar por “silver light Ian Ruhter” no Google, vai encontrar, como sempre, vários sites falando sobre esse projeto fotográfico. Mas o mais estranho é que quase todos são sites de esporte, como o site da ESPN. E é aí que você entende o peso da frase que dá título a esse post.

Ian Ruhter, snowboarder (e fotógrafo de snowboard), um dia resolveu fazer algo que sempre amou de um jeito mais sério. Fotografia. E por “sério” não quero dizer profissional, e sim amador, artesanal, trabalhoso… único. Em abril de 2012 ele lançou o documentário que vocês podem ver aqui nesse video, onde abriu pro mundo um projeto ousado de transformar uma van numa câmera analógica.

Ok, ok… sei que muita gente têm feito isso. Mas… e daí? Todos os dias milhões de pessoas fotografam com câmeras comuns e mesmo assim é legal, né? E porque? Porque pra cada pessoa, fotografar é fazer algo que se ama. E pra Ian esse projeto é isso. Não é sobre transformar um caminhão numa câmera. É sobre fazer algo que se ama.

Em um momento do video ele anda fala:

Quando comecei na fotografia, eu usava minhas mãos pra criar imagens. E então, do dia pra noite, a fotografia digital chegou e isso acabou. Eu não percebi na época, mas eu estava perdendo algo que eu amava.

E foi então que, segundo Ian, ele entrou numa jornada em busca daquele sentimento perdido, e acabou caindo nas origens da fotografia, com suas fórmulas químicas, seus processos complicados, suas câmeras enormes e caseiras.

E… bom, a partir daqui, se eu contar mais, estrago a beleza do video. O fato é que ele é um depoimento sobre o amor à fotografia amadora, analógica, artesanal. E acho de verdade que, assim como eu, todos vocês vão também se identificar um pouco com o Ian. Sua vontade de fazer, sua frustração quando algo dá errado, a vontade de tentar de novo.

Ah! E se você ficou curioso sobre a técnica que ele usa, aguarde… essa semana ainda teremos um post sobre ela ;-)

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Dário
    30/03/2013 em 1:08 am

    E aí pessoal, tudo bem?
    Achei incrível essa técnica. Já ouvi falar dela porém nunca tinha visto um vídeo q a mostrasse dessa forma. Esse Ian parece ser um cara bem simples e focado naquilo que faz. É imprssionante como uma técnica tão artesanal possa gerar imagens tão belas, com tanta riqueza de detalhes. Fiquei curioso em alguns aspectos como o tipo de chapa que ele usa; Isso é pvc, alumínio? Existe algum livro ou video (em português) que ensine essa técnica passo a passo, informando todos os componentes quimicos, preparo, tempo de exposição, etc? Gostaria de conhecer melhor os detalhes da técnica.
    Um abraço a todos!

    Responder

  • 24/02/2013 em 6:28 pm

    Já acompanho o Ian no facebook e o seu canal no vimeo a algum tempo e conheço muito bem o seu trabalho , ele postou recentemente no seu canal do vimeo um vídeo ensinando usar uma toy-camera para fotografar com sua técnica de collodion process …

    Responder

    • Vanclécio
      16/03/2013 em 11:09 am

      oi Armando, o vídeo com a olga é esse do link abaixo. Ele usa uma holga e dá vontade de comprar uma só pra fazer isso, pena que o resto do material deve ser meio difícil de encontrar.

      Ah! O trabalho dele é maravilhoso!!

      Responder

Deixa aí seu comentário!