1comentário

Semana Pinhole: Quatro vídeos legais sobre pinhole – ou quase isso…

por em 27/04/2013
 

Muitos de vocês já devem ter ouvido falar de Kai Wong, também conhecido por “cara asiático com sotaque britânico”, apresentador do DigitalRev, um webshow da loja de mesmo nome com reviews, dicas e outras coisas a respeito de fotografia e vídeo. Bom, mas não vim aqui fazer propaganda deles, e sim mostrar não um, mas quatro vídeos produzidos por eles e que, de certa forma, fazem referências à fotografia pinhole.

Os vídeos estão todos em inglês, mas são bem visuais e acredito que sejam de fácil entendimento. Antes de cada vídeo, porém, há uma breve explicação do que rola.

Pois bem, apresentações devidamente feitas, vamos lá! :D

1 – Como montar uma pinhole digital

Sim, eu sei que é uma pinhole digital, e na real ele nem monta a pinhole em si, ele transforma uma DSLR em pinhole. Mas vale a pena pelo princípio, não? ;) Vocês podem fazer isso em casa, inclusive, e transformar qualquer SLR em pinhole.

Resumidamente:

  • Pegue a tampa de proteção do corpo da SLR/DSLR;
  • Abra um buraco no meio (é mais fácil usar uma furadeira, mas eles fizeram o Kai sofrer no vídeo);
  • Corte um pedaço de lata um pouco maior que o buraco que você abriu na tampa e faça um furo bem pequeno com uma agulha – se você não sabe fazer isso, não se preocupe, o próprio André já fez um post sobre isso no site;
  • Prenda esse pedaço de lata na tampa e voilá! Está feita sua pinhole (seja digital ou analógica).
[youtube http://www.youtube.com/watch?v=Nm-AC8fmM5E]

 

2 – Desafio das lentes baratas – Holga contra PinWide

Nesse episódio, Kai Wong e Lok Chang, o cinegrafista do DigitalRev, são desafiados pela produção a encontrar uma lente que seja mais barata que a Canon EF 50mm f/1.8 e tão divertida quanto com US$50. Eles então comparam duas das lentes mais baratas que encontraram: a Holga Lens (US$24) e a PinWide Lens (US$40).

As câmeras usadas são digitais – a título de conhecimento são uma Canon EOS 5D Mark II e uma Olympus EPM-3 – mas vale pelo principio do pinhole (apesar da PinWide estar disponível apenas para câmeras do sistema m4/3) e é extremamente parecido com o vídeo acima. No final do vídeo, quando rolam as considerações finais sobre cada uma das lentes, eles consideram a PinWide uma lente de uso específico e dizem para apenas quem não quiser fazer uma considerá-la, enquanto a Holga Lens é mais divertida.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=RLgM0Pac6qA]

 

3 – Pinhole contra desenho – Modelo vivo

O terceiro vídeo desse post envolve mais um desafio: Kai deve fotografar uma modelo vivo usando uma pinhole com um rolo de Kodak Tmax 100 antes que um artista termine de a desenhar. Ocorre que só o fato de fotografar a modelo garantiria a Kai a vitória e, por isso, ele foi obrigado a montar a câmera do zero, colocar o filme e fotografar.

A parte legal, no entanto, são as considerações finais. Nas palavras do próprio Kai (traduzidas de maneira não oficial):

“De algumas maneiras, uma pinhole tem seu lugar na fotografia. Talvez por ser velha, e com certeza por ser o tipo mais básico de fotografia. É um processo lento, sem definição e um pouco bobo, mas ainda assim tira fotos e isso significa que não é uma ferramenta a ser subestimada no processo criativo, mesmo quando comparada a um lápis ou a uma câmera ‘de verdade’.”

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=1miKKgnMGoE]

 

4 – Desafio “Faça você mesmo”: Como construir uma câmera a partir de qualquer coisa

O quarto e último vídeo desse post também envolve pinhole, ou, para ser mais exato, o princípio por trás de qualquer câmera fotográfica. Kai acaba fazendo três câmeras: A primeira, que não dá certo (usando uma copiadora). Mas as duas últimas são as que importam (pra quem quiser, pode pular o vídeo para 4:41): são duas pinhole, sendo uma feita com um ventilador e a outra com um manequim.

 

Pois bem, chegaram até aqui? Então eu quero saber: com o que vocês já fizeram uma pinhole? Caixa de fósforo? Lata de sardinha? Sua SLR? Deixe sua resposta aí nos comentátios. Quem sabe ela não inspire outra pessoa a fotografar com pinhole? ;)

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Marcos
    27/04/2013 em 1:30 pm

    A minha eu fiz de papel cartão preto. Ainda não testei, mas depois de domingo vou revelar e ver os resultados!

    Responder

Deixa aí seu comentário!