26comentários

A magia dos antigos projetores de slide…

por em 01/07/2013
 

De vez em quando pinta um post no Facebook falando sobre alguém – geralmente com menos de 25 anos – que conheceu um projetor de slides e simplesmente se apaixonou. Mesmo sendo algo tão “igual” a um moderno projetor “datashow”, daqueles que ligamos à computadores, quando chega a hora H, não é bem assim… é diferente. E esse post é sobre isso: sobre a magia dos projetores de slide.

Um desses posts do Facebook foi da Nicole. E foi ele que me inspirou a escrever esse post. Por isso, perguntei pra ela como tinha sido essa experiência. Ela respondeu o seguinte:

“Que era uma das finalidades de um filme positivo ele ser projetado eu já sabia, mas nunca procurei saber exatamente como. Foi quando na aula de História da Arte da faculdade, a professora disse: “agora vou mostrar alguns slides” – já imaginei “lá vem mais Powerpoint”, mas logo me surpreendi – a imagem era maravilhosa, rica em detalhes, dava pra notar cada textura e…aquelas cores!

slides4Até então, pensei se tratar de uma transparência ou algo do gênero, foi quando no próximo quadro apareceram sprockets! Fiquei louca! No escuro mesmo, tentei identificar o que era aquele negócio – uma certeza eu tive: eu nunca tinha visto aquilo antes – no fim das contas, acabei prestando mais atenção a isso do que na própria aula. A aula acabou, a professora guardou o projetor e na correria pra próxima aula não perguntei o que era.

Chegando em casa, fui googlear e encontrei o dito cujo num review, tratava-se de um Kodak Carousel! Claro que fiquei super curiosa e busquei tudo sobre ele, fui caçar sua história e as propagandas da época, me deparei até com esquemas explicando como as imagens eram projetadas…Enfim, agora sou expert no assunto (ou não).

Agora a cada aula junto do Kodak Carousel, me vejo admirando aquelas lindas imagens, o barulhinho de quando se passa para o próximo slide, o fato de ter de focar cada novo slide na tela e aquelas caixas cheias de slides com molduras brancas. É algo como uma nostalgia, mas de algo que nunca vivenciei. Fico imaginando como devia ser divertido reunir a família num dia de domingo, pegar uma caixa dentro do armário e projetar as fotos da viagem com os netos.”

Pois é. Essa sensação que a Nicole teve não é diferente da que eu e meus primos vivemos durante a nossa infância, quando os projetores de slide ainda cumpriam a função de unir famílias em volta de sessões fotográficas. Era algo mágico ver tudo aquilo, não só pela qualidade e beleza das fotos, mas pelo momento em si.

Tem um vídeo que passa bem isso. É um trecho do seriado Mad Men, que se passa na década de cinquenta, e fala sobre o mercado publicitário daquela época. Nesse trecho, eles contam (em uma versão ficcional, é claro) como foi dado o nome do projetor que a Nicole citou no depoimento dela. Vejam o video, e depois continuem a ler ;-)

 

Projetores de slides eram, e ainda são, grandes, trombolhudos, e passam a maior parte do tempo guardados em armários. Por esse motivo muita gente se desfez dos seus quando a fotografia digital chegou pra ficar, mesmo tendo guardado os slides em caixas de sapato. Mas a magia que esses projetores proporcionam remetem a um tempo em que imagens grandes só podiam ser vistas no cinema… ou num projetor de slides apontadas pra parede da sua sala. Uma época em que as TVs dominantes ainda eram preto e branco, com qualidade ruim, e que o tamanho padrão das fotos impressas eram bem menores que o atual 10×15, e a internet não existia nem em livros de ficção científica. Uma época em que compartilhar fotos com a família era isso: todos se juntarem na casa de um, e assistirem à projeção de slides, rindo, se emocionando, comentando. E por isso, e só por isso, por questões afetivas, e não racionais, valia à pena ter um projetor gigante ocupando um puta espaço do seu armário.

E, é claro, havia o uso profissional, como vimos no seriado acima, e no depoimento da Nicole. Aliás, os projetores e os slides são suados até hoje pra mostrar obras de arte exatamente por causa da incrível qualidade, nitidez e fidelidade aos originais retratados.

Mas, assim como as antigas vitrolas onde se ouvia discos de vinil, os projetores podem ser encontrados com facilidade pra serem resgatados da poeira em brechós, feirinhas e eBays da vida. Até porque existem dezenas de modelos além do clássico Carousel da Kodak.

Ver fotos em filmes slide/cromo usando um projetor é algo que vai bem além de ver fotos digitalizadas em um monitor de computador ou numa TV da sala. Não é melhor nem pior. É simplesmente diferente. É mecânico, tátil, físico. O som dos slides passando, o calor da lâmpada aquecendo o acetato, os controles remotos com fio, a família e os amigos reunidos em volta do projetor… são experiências que qualquer amante da fotografia analógica deveria experimentar. E, felizmente ainda podemos.

Corramos para as feirinhas, e compremos os projetores empoeirados. Que voltem à vida os bons e velhos projetores de slides! #prontofalei ;-)

Abaixo você pode ver algumas imagens nostálgicas da época em que os projetores de slide dominavam o mundo. e, nesse link aqui, podem conhecer mais sobre a história fantástica desses monstrinhos de amor. <3

 

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Fábio
    08/04/2016 em 4:20 pm

    Tenho dúzias de molduras de slides antigos (aqueles analógicos) que estava prestes a jogar fora, mas decidi perguntar aqui se alguém se interessa por eles. Se alguém se interessar, por favor entre em contato comigo por e-mail: fdebarros@terra.com.br. Se dentro de uns 15 dias ninguém se manifestar creio que terei realmente que jogar tudo fora.
    Fábio

    Responder

  • Roger
    04/07/2015 em 11:57 pm

    Olá Luis Marcelo nós fazemos digitalização profissional de negativos e slides retiramos e entregamos o material em segurança, entre em contato para um orçamento sem compromisso, rockcyber@outlook.com

    Responder

  • Roger
    04/07/2015 em 11:53 pm

    Olá Gabriela nós fazemos digitalização profissional de negativos e slides retiramos e entregamos o material em segurança, entre em contato para um orçamento sem compromisso, rockcyber@outlook.com

    Responder

  • Roger
    04/07/2015 em 11:51 pm

    Olá Angelo Cassol nós fazemos digitalização profissional de negativos e slides retiramos e entregamos o material em segurança, entre em contato para um orçamento sem compromisso, rockcyber@outlook.com

    Responder

  • Roger
    04/07/2015 em 11:48 pm

    Olá Martha nós fazemos digitalização profissional de negativos e slides retiramos e entregamos o material em segurança, entre em contato para um orçamento sem compromisso, rockcyber@outlook.com

    Responder

  • 18/03/2015 em 12:44 am

    ola natal delatorre eu tenho um projeto profissional funcionador direitinho ser quizer foto e mais detanhe por favor entre em contato comigo roberio.ip@gmail.com

    Responder

  • Natal Delatorre
    16/02/2015 em 3:28 pm

    Olá! Eu tenho um caminhao de negativos de fotos que tirei por muitos anos. Tenho as fotos, mas gostaria de poder projetar os negativos. Se alguém já conseguiu me fale. Lembrem-se que nao pode dar uma trabalheira porque sao muitos….

    Responder

  • Martha
    14/02/2015 em 5:47 pm

    Olá!
    Gostaria de saber se vocês fazem digitalização de slides e qual é o preço?

    Responder

  • regina
    19/01/2015 em 11:26 am

    Onde é possível mandar consertar um projetor de slides braun paximat em São Paulo capital?

    Responder

  • Roberta
    10/12/2014 em 1:39 pm

    Olá Ana Elisa,
    Eu consegui encontrar a lâmpada para do modelo Kodak Carousel neste site: http://www.lampadas.net
    Boa sorte!

    Responder

  • Angelo Cassol
    09/12/2014 em 5:44 pm

    tenho centenas de slides do inicio dos anos 70, a melhor forma de visualizá-los sem usar o Projetor antigo, seria scanear e digitalizar? Grato.

    Responder

  • Ana Elisa
    29/10/2014 em 3:36 pm

    Boa tarde!

    Tenho um projetor de slides braun paximat mas a lâmpada queimou e não consigo achar nada similar.

    Gostaria de saber se alguém pode me ajudar a encontrar uma lâmpada compatível.

    Obrigada!

    Responder

  • Ângelo
    22/10/2014 em 4:29 pm

    Achei este site por acaso, pois estou procurando o nome daquele tripé que é usado para projetar as imagem. Preciso da imagem e nome para colocar em minha aula de PowerPoint.
    Quanto ao questionamento de Nicole. Se fizer uma impressão de uma foto em acetato, desses que a gente compra em casas de material de escritório e que é para ser utilizado pela impressora colorida para a criação de película de retroprojetor, nas dimensões de um slide e acrescentar a moldura, será que fica legal? De repente é esse o modo caseiro de fazer um slide com foto digital!
    O que você acha André?

    Responder

  • Eros
    17/09/2013 em 10:10 am

    Amigo,
    bacana sua matéria, tenho 41 anos e vivi tudo isso. Agora q meu pai faleceu me sobrou uns 2000 slides e um Cabin II que funciona perfeitamente e o barulho dele trocando os slides e da ventuinha para refrigerar a luz não tem igual. Tenho projetado eles na parede e tirado fotos dos mesmos mas nem sempre saem nitidas e conhece alguma maneira de digitalizar os slides? Tenho medo da lampada do projetor queimar ou dele pifar pois não se acham mais as lampadas e nem peças para eles. Grato pela atenção, Eros Jr.

    Responder

    • 17/09/2013 em 1:30 pm

      Opa Eros! Todos os scanners de negativo, caseiros ou profissionais, scaneiam slides. Você pode mandar scanear, ou pode comprar um scanner você mesmo, o que pode valer à pena dada a quantidade de cromos que você tem… dê uma olhada nos posts sobre digitalização aqui do QF. Lá você deve encontrr várias dicas sobre digitalização. Qualquer coisa, estamos aqui ;-)

      Abs!

      Responder

  • Gabriela
    27/08/2013 em 2:48 pm

    Tenho 23 anos e sou a feliz proprietária de um projetor de slides Cabin II. Cheguei a ter aulas com retroprojetor e slides quando criança. Com certeza é algo mágico projetar fotografias na parede e ouvir o barulho que o “trambolho” faz. O problema é que estou tendo dificuldade pra achar quem revele cromo :/

    Responder

  • 27/07/2013 em 4:10 pm

    Engraçado. Hoje em dia, com toda a tecnologia e barateamento dos equipamentos digitais não vejo uma só família que tenha o habito de se reunir pra ver as fotos e vídeos num projetor digital. Estão todos ilhados nas “redes sociais” muito longe de suas famílias.

    Responder

  • Luis Marcelo
    01/07/2013 em 1:58 pm

    Olá André, e como fica hoje quem quer fazer fotos em slides? Ainda se acha quem revele? Em casa tínhamos um projetor de slides e uma caixa deles, com fotos que meu pai fazia. Algumas eu fotografei em digital para guardar de recordação. O interessante é que ao ver as fotos não me recordo do tempo em elas foram tiradas, eu era muito pequeno ainda. Me recordo das sessões de slides! Aqui o link de algumas delas no Flickr: http://bit.ly/11fqxHL

    Responder

      • Nicole
        02/10/2013 em 6:27 am

        Muito legal teu post!
        Me interesso nesse processo inverso, de passar fotos digitais para slides.
        Porém não sei nem como procurar! Não conheço bem os termos, e pesquisando no Google acabo encontrando resultados de como fazer slides com música no computador. Hehe
        Você sabe onde eu encontro um lugar que faça este serviço?
        Tenho o projetor e a vontade, e já anotei este link que você passou, onde posso comprar as molduras.
        Muito obrigada desde já! :)

        Responder

        • 02/10/2013 em 6:52 am

          Oi Nicole! Infelizmente não conheço nenhum lugar que passe fotos digitais pra Cromos. Mas, a grosso modo, trata-se de fotografar com cromo suas fotos digitais. O problema é a perda de qualidade, porque você vai ter que imprimir ou projetar essas fotos em algum lugar pra poder fotografar.

          Talve o mais indicado seja ver formas de imprimir suas digitais em transparências (folhas de acetato ou algo assim)…

          Responder

      • 27/02/2014 em 1:04 am

        Olá André.
        Desculpe “desenterrar” este post, mas gostaria de perguntar uma coisa.
        Já tente fotografar um negativo, tendo depois da revelação a imagem invertida (ou seja, positiva)?
        Estive pensando se não funcionaria no projetor de slide…
        Que acha? Já fez isto?
        Fico no aguardo.

        Responder

        • 27/02/2014 em 1:18 am

          Opa Silas! Se você fotografar um negativo com outro negativo a imagem vai ficar de fato positiva. Porém, a transparência da película não vai ser a mesma de um cromo: negativos geralmente são feitos com um acetato alaranjado que faria sua imagem ficar bem estranha no projetor por exemplo :)

          Responder

          • 27/02/2014 em 2:21 am

            Obrigado pela resposta rápida.
            De fato, depois que te mandei a mensagem, pensei sobre esta questão.
            É aquela camada que “não sai” ao revelarmos um filme colorido com cafenol…
            Entretanto, com filmes P&B acho que dá certo não é?

            Eu tenho aqui comigo um projetor de slide que ganhei de um amigo (com várias fotos coloridas de família) e a qualidade – apesar de alguns negativos sujos – é absurda.

            Eu estava prestes a comprar um miniprojetor da 3M pra curtir fotos digitais “numa parede” como fazíamos antigamente com os projetores.
            Mas acho que esses projetores digitais “não dão no couro” no sentido fotográfico…
            Já usou um? O que acha? Gostaria da sua opinião. Até.

            Responder

Deixa aí seu comentário!