3comentários

Curiosidade: Como se transmitiam fotos de um continente pra outro antes da internet…

por em 07/07/2013
 

Eu sou fã de biografias de fotógrafos do começo do século 20, mais especificamente da galera fundadora da Magnum Photos. Mas uma coisa nessas biografias sempre me deixavam encucado: como esses caras, do meio de uma guerra na Europa, conseguiam mandar “eletronicamente” suas fotos para jornais e revistas, por exemplo, nos Estados Unidos, sem internet, sem FAX…?

pIqE68N

Clica na foto pra ver grandão!

E foi aí que o site PetaPixel me salvou. Ele publicou outro dia esse infográfico aí do lado (que certamente nem se chamava infográfico quando foi feito, já que ele também não é nada recente) que mostra como a coisa acontecia. Clique nele pra ver em tamanho legível.

Sei que o desenho pode parecer meio estranho, mas como o PetaPixel mesmo resumiu, o lance é o seguinte:

Assim que o negativo chegava em Londres, por exemplo, era revelado e cada foto era “traduzida” para uma linguagem que só máquinas entendem composta por furos em uma fota. Essa informação era enviada por cabo pra Nova Iorque, onde ela era então copiada para outra fita perfurada (ou seja, o padrão de furinhos da fita original era refeito na nova fita, nessa outra cidade), que então era “traduzida” na forma de um novo negativo através do uso de uma máquina especial no escritório de um jornal ou revista.

Essa foto era, então, copiada (ou melhor, esculpida) em uma chapa, que imprimia a imagem em uma outra chapa de cobre, que era mandada pra gráfica e funcionava como uma espécie de carimbo (sendo bem simplista) para imprimir a imagem nos jornais.

E, dessa forma, uma foto conseguia sair de Londres e ser impressa num jornal nos EUA da forma mais “instantânea” possível naquela época… ;-)

E ai? Gostou da curiosidade? Então dá uma olhada nessa, dos satélites de espionagem e nessa outra aqui, sobre a cor sépia :-)

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!