5comentários

Não se fazem mais fotos de bandidos como antigamente….

por em 22/08/2013
 

Não se sabe porque, mas nos últimos dias algumas imagens da década de 1920 têm se tornado bastante populares por toda a internet devido a, entre outras coisas, a qualidade das imagens, a “garbosidade” dos fotografados, e a peculiaridade das fotos em si: são fotos de bandidos presos. Ou seja, as famosas “mugshots” – aquelas fotos de bandidos feitas nas delegacias assim que eles são presos.

As fotos, como você pode ver, são realmente incríveis, e eu mesmo cheguei a duvidar se seriam realmente fotos de 1920, já que muitas delas parecem artisticas, posadas, com modelos contratados, luz pensada e estudada, e etc.

Pois bem, vejam o que descobri:

– É verdade. As fotos são da década de 1920, e foram todas feitas em Sidney, Australia (e não nos Estados Unidos, como alguns andaram dizendo).

– As fotos pertencem hoje ao “Historic Houses Trust“, da Australia, e fazem parte da coleção do “The Justice & Police Museum”, que ocupa um prédio histórico de Sidney, e que inclui, além dessas fotos, mais trocentos objetos ligados a policiais e bandidagem de New South Wales (área da Australia onde fica Sidney)

– As fotos foram feitas em negativos de vidro (glass plate negative), o que era o padrão na época.

– Os textos nas fotos são registros policiais. Eles eram feitos diretamente no negativo pra que não se perdessem das imagens a que se referiam. E podemos dizer que a estratégia funcionou, né? Até hoje, basta olhar a foto pra saber quem foi o pilantra fotografado, e o que ele fez pra ser preso… :-)

– O curador de uma das exposições já feitas com as fotos, Peter Doyle, “parecem, e podem, ter sido convidados a posar para as fotos da forma que quisessem”, o que explicaria as características de retrato (no sentido artistico da palavra “retrato”) de várias delas…

– As fotos fazem parte de um conjunto de 130.000 (isso mesmo. Cento e trinta mil) placas de vidro (negativos) resgatados em 1990 pelo “historic Houses Trust” de um depósito inundado. Acredita-se que seja “a maior coleção de mugshots de todo o hemisfério sul”. O sistema de registro das fotos, aliás, se perdeu. O que tornou ainda mais importante os comentários “analógicos” feitos diretamente nas fotos.

– E, finalmente… VOCÊ PODE TER TODAS ESSAS FOTOS SÓ PRA VOCÊ! :-) Sim, existe um livro à venda com essas fotos, que pode ser comprado online aqui!

Abaixo você vê algumas dessas fotos. Para ver mais, recomendo o site do museu, acima, e o incrível post do site Twisted Sifter, que mostra inclusive outras coleções de fotos policiais antigas.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • 15/11/2013 em 8:03 pm

    Sou fãs de fotografias nesse estilo, a coloração, os detalhes, a qualidade, me fascinam. Gostaria que você me dissesse o nome de alguma camera acessivel que eu possa comprar e o tipo de filme usado.

    Responder

  • Lonez
    22/08/2013 em 7:05 pm

    Pessoal sangue frio… as fotos ficaram ótimas, mas essa galera aí “se achando”, tsc tsc.
    Hoje em dia o pessoal esconde a cara nas cameras, nas antigas faziam até pose! =P
    Muito esperto da parte deles fazer anotações nos negativos!

    Cara, você já viu ou ouviu falar de fotos Post Mortem (acho que é assim que escreve)?
    Pelo que eu lí em um lugar, era costume de antigamente, assim que alguem falecia, preparar o morto em alguma pose, de forma natural, para os parentes tirarem uma ultima foto com ele antes de enterra-lo! (Vale observar a diferença da tonalidade da pele, entre o rosto com maquiagem e as mãos já inchadas e escurecidas.)
    Acredito que isso daria um post interessante para o QF! #ficaadica

    Responder

  • Patricia
    22/08/2013 em 2:54 pm

    “This man refused to open his eyes.” rs
    Fantástico o registro fotográfico!

    Responder

  • Teresa
    22/08/2013 em 11:14 am

    fantástico! Gosto especialmente do ar de orgulho de alguns ahah

    Responder

Deixa aí seu comentário!