4comentários

Fotografia noturna. Dá pra encarar?

por em 02/09/2013
 

Hoje é dia de estreia de mais um colaborador no QF! Leo Lazzaro, figura presente no Grupo Queimando Filme, e que escreve sobre fotografia para uns outros sites aí ;-) agora também está conosco aqui, falando um pouco sobre o que sabe e sobre o que não sabe de fotografia analógica. Seja bem-vindo, Leo! Sobe no palco e pega o microfone!

Sem dúvida, fotografia noturna é uma coisa para pessoas apaixonadas. Se imagine andando de noite em uma rua escura, solitário, quando avista algo interessante. Você para, estuda a luz, o melhor enquadramento, monta seu tripé, sua câmera, calcula e inicia a exposição (pode durar horas). Durante esse tempo, você pensa sobre a vida, sobre seu amor que não lhe quer mais, e todas essas coisas poéticas… até aquele maldito carro passar e estragar sua foto. Hora de começar tudo de novo.

Sem dúvida, pura poesia.

noturna1

Foto tirada em Cunha/SP com uma Rollei 35 SE. Tirei mais de 10 fotos com diferentes angulos e aberturas e velocidades.

Equipamento:

Não são muitos fotógrafos que praticam fotografia noturna, principalmente no Brasil. A maioria tem medo de sair na rua durante a noite com suas preciosas câmeras. Isso acaba sendo uma das vantagens de usar filme nessa modalidade fotogáfica, querendo ou não equipamentos analógicos são mais baratos que seus equivalentes digitais. Ou seja, saia na rua com uma Zenit (custa ums R$150) ou alguma SLR do tipo, que com certeza fará boas fotos sem arriscar muito.

Quem leva a fotografia mais a sério sabe as vantagens de uma câmera médio formato. Negativos maiores geram imagens de melhor qualidade, nesse caso podemos encontrar excelentes câmeras de fole ou TLR por até R$400.
Pra fotos noturnas, fotômetro é luxo, provavelmente o da câmera não vai ser sensível o suficiente para medir a escassa luz da noite e os fotômetros específicos para isso vão ser muito caros. Logo mais vou explicar como definir a exposição pelo olhometro.

Além da câmera você vai precisar de um cabo disparador e de um tripé. Para exposições mais simples ou em lugares onde você não tem coragem para montar um tripé vale uma câmera automática apoiada em algum lugar. Uma pesquisa na internet vai te informar se a câmera que você deseja usar é adequada. Eu pessoalmente uso duas automáticas Yashica Electro GX e a Olympus XA3.

noturna2

Foto tirada por uma Yashica GX automatica, apoiada em um murinho com timer, contrariando tudo o que eu disse sobre tripé tempo de exposição e cabo disparador.

Técnica:

Sendo direto, é muito mais fácil determinar a exposição de noite do que de dia. A diferença entre expor durante dois segundos ou durante dez é muito menor do que você imagina.

A dica que eu dou é a seguinte: experimente, use sempre a mesma abertura (aconselho f/4 para filme 135) e mude a velocidade para você ver como o filme que você costuma usar se comporta.

Para reduzir um pouco seus gastos, cometa o seguinte pecado, (para ISO 100): luzes artificiais fortes (como postes de iluminação) tente expor durante 1 segundo e f/4 de abertura, luzes artificiais fracas exponha durante 3 segundos e f/4 e luz da lua geralmente é mais que 10 segundos e f/4. Você pode variar esses valores para obter fotos sub-expostas com mais grão.

ATENÇÃO: É importante anotar a exposição em algum lugar para você poder comparar com o resultado.

Quanto ao filme, praticamente todos podem ser usados para foto noturna.

Parati/RJ foto sub-exposta para transmitir o ar fantasmagólico da cena.

Parati/RJ foto sub-exposta para transmitir o ar fantasmagólico da cena.

Outros cuidados:

Meça o risco, grandes cidades são perigosas. E infelizmente, parece que as mais interessantes paisagens ficam nas partes mais perigosas. Se for sair com sua Hasselblad ou sua Rolleiflex tenha a consciência que você pode perde-las.

Não leve muito dinheiro (não sei nem porque estou falando isso) nem celular caro. Também não é uma boa situação para inaugurar seu Rolex. Tente se camuflar, use roupas neutras, de preferência escuras. Usar roupa rasgada e fuleira é uma boa idéia!

É fácil dizer isso quando estamos falando da câmera dos outros, mas não reaja caso for roubado entregue a câmera que provavelmente o prejuízo não será tão grande.

Mas de qualquer forma, não tenha medo, saia e experimente, se não quiser ir sozinho, arraste um amigo para vigiar a retaguarda.
Boas fotos!

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!