18comentários

Asahi Pentax: Clássica

por em 25/09/2013
 

Eu já disse em outras ocasiões e acho que agora é uma boa hora para repetir: -Tenho uma queda pelas Pentax. O desenho totalmente funcional e minimalista desta linha de câmeras lançada em 1957 pela Asahi é tão essencial que serviu como plataforma base para a maioria das câmeras projetadas em todo o mundo até os anos 80. A Nikon mudou os rumos da fotografia quando lançou o sistema F mas isso aconteceu em 1959, dois anos após o lançamento da Asahi Pentax AP e um ano depois da Asahi Pentax K.

DSC_9771Evolução natural de projeto, a Asahi Pentax foi a primeira câmera a reunir em um só modelo a alavanca de avanço rápido de filme da Leica M e Nikon S3, seletor único de velocidades no tampo superior, espelho de retorno instantâneo, alavanca para rebobinar o filme finalizado, controle automático abertura da objetiva e o mais importante: um viewfinder enorme equipado com um prisma transparente capaz de refletir com perfeição o frame a ser registrado. Tudo isso sempre montado com a ótica Takumar, nome dado à linha de objetivas fabricadas pela Asahi, cultuadas pelo mundo todo por conta de seu apurado sistema anti reflexo, otimizado para uso em filmes preto e branco.

Antes desta inovação as câmeras SLR contavam apenas com 1 espelho, útil a medida em que reflete a luz captada através da objetiva que fotografa mas extremamente complexo para composição já que refletida, a imagem se forma invertida na tela de foco. Quem já fotografou com TLRs e SLRs equipadas com capuchão sabe do que eu to falando. Você vira pra esquerda e a imagem vira pra direita, você rotaciona o horizonte no sentido anti horário e ele tomba pro outro lado, as vezes dói só de pensar.

A linha de câmeras Pentax começou em 57 e foi produzida até 1997 em sua versão K1000 produzida na china e foi tão importante que fez a Asahi mudar de nome, de pela Asahi Kogaku Goshi Kaisha para simplesmente Pentax. Entre versões sem medição de luz, equipadas com baioneta de rosca M42 e versões modernas equipadas com finders mais claros, controles automáticos de velocidade e abertura e baioneta K, a Pentax teve mais de 20 modelos, todos com o mesmo desenho clássico e comandos intuitivos e simples. Abertura, velocidade e Foco, aqui o menos é mais.

DSC_8693Os modelos S e H são robustos e bem construídos. São os primeiros da série totalmente mecânicos e diferentes entre si pela quantidade de equipamentos, entre automação do diafragma, temporizador, controles e velocidades diferenciadas.  Não eram equipados com fotômetro e as versões em preto são bastante procuradas .

Em 1964 a Pentax incorpora o fotômetro, com medição feita através da objetiva e se torna a primeira SLR capaz de medir a quantidade de luz através de filtros ou qualquer outro equipamento acoplado à objetiva. São as Spotmatic. Estes são os modelos mais avançados equipados com baioneta M42 e também se diferenciam através da existência ou não de temporizador e do controle de velocidade da cortina. O fotômetro é do tipo “centralize a agulha”, visível no finder.

Em 71 a Asahi lança a Spotmatic SPll que além do hotshoe teve alguns ajustes no sistema de medição e transporte do filme e em 73 lança a Spotmatic F que encerra os projetos totalmente mecânicos da série Spotmatic, com sistema de composição e medição de luz através da objetiva completamente aberta.

Em 72 e 72 a Asahi lança os modelos ES e ESll que além do pacote completo da SPII ainda eram equipados com modo automático em prioridade a abertura, capazes de calcular exposições de até 1 segundo na ES e consideráveis 8 segundos na ESll. Além das velocidades eletrônicas infinitas*, a ES ainda é equipada com velocidades que vão do 1/60 segundos ao 1/1000 segundos controladas mecanicamente e portanto, independentes de pilhas.

Em 1976 a Asahi lança a Pentax K-1000, que é basicamente uma Spotmatic F equipada com a nova baioneta K, mas que ficou tão famosa por sua agilidade e estabilidade que merece um post especial só para ela.

A Asahi Pentax é uma SLR clássica, uma das melhores câmeras equipadas com baioneta M42 já produzidas que alia a versatilidade do encaixe universal de objetivas** a um conjunto essencial de bom finder, construção impecável, fotômetro incorporado e até um bom modo automático.

Para saber mais sobre a Pentax: http://camerapedia.wikia.com/wiki/Pentax_(original)

* se a ES julgar que 1/45,6 segundo é o tempo exato  para determinada exposição, então será este o tempo que seu obturador ficará aberto

** O M42 ou Pentax screw mount é um encaixe universal da objetiva, através de um sistema de rosca utilizado por alguns fabricantes de componentes fotográficos. Esse padrão garante acesso a uma infinidade de objetivas Japonesas e européias, sem a necessidade de adaptação.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • jussara correa
    11/09/2015 em 10:27 pm

    Eu adquiri uma Pentax Asahi KM, acompanha uma bolsa de couro para transporte da camera umas 6 lentes , lente tele asahi pentax com a bolsinha.e não sei mexer em nada….kkkk

    Responder

  • 23/03/2015 em 1:07 am

    Oi Pedro, já to voltando aqui antes mesmo de você responder meu primeiro comentário (eu avisei que estava ansiosa). Pois bem, consegui algumas informações sobre a SP1000, pelo visto ela é uma ~versão~ mais barata da Spotmatic.. em resumo: é a mesma coisa só que sem o timer. Eis que surge o problema: bateria de mercúrio! Como contornar esse problema? Eu estava confusa sobre esse anuncio no ML pois a câmera é uma SP1000 porém não tinha o comum “honeywell” em cima do nome Pentax, e sim “Asahi”, mas felizmente encontrei muitas fotos de modelos identicos a esse do anuncio no ML…. não sei qual a diferença entre ter “honeywell” ou “asahi” no corpo mas acredito que seja apenas uma variação estética. Um abraço!

    Responder

  • 23/03/2015 em 12:37 am

    Pedro, to pra fechar um negócio e levar uma Spotmatic pra casa! Vai ser minha primeira câmera, então… imagina minha empolgação/medo/ansiedade. O que acontece é que justamente a que vou comprar é um Pentax Spotmatic SP-1000. Da serie Spotmatic da Pentax, pelas pesquisas que fiz, essa SP-1000 é a mais difícil de obter informações…. e com isso fico preocupada. Você sabe alguma coisa sobre esse modelo? Muito obrigada, parabéns pelo teu trabalho.

    Responder

  • Ricardo
    06/02/2015 em 6:38 pm

    Eita, rapaz, como que foi isso?

    Responder

  • Bruno
    06/02/2015 em 6:10 pm

    Poxa, voltei a ler esse texto hoje. Me deu uma tristeza, roubaram minha Spotmatic. Ô saudade!
    Tava com o filme no finalzinho. Fico pensando nas fotos que fiz e nunca vou ver.

    Responder

  • Viviane Ganem
    15/10/2014 em 12:17 pm

    Tenho 2 que herdei com acessórios, a quem interessar vivianegane@gmail.com

    Responder

  • Silvana Santos
    06/10/2014 em 2:47 pm

    Oi Sergio ! como fazer pra ver umas fotos da sua pentax ?

    Responder

  • sergio
    22/09/2014 em 8:49 pm

    eu tenho uma para vender se te interessar ela esta na olx e no bomnegocio e so vc ver e dar um valor eu aceito troca.

    Responder

  • Jose
    11/11/2013 em 2:07 pm

    Eu tenho uma verdadeira paixão por essas Pentax Asahi/Honeywell Spotmatic, sou um colecionador delas, tenho 6 no total, todas em excelente estado cosmético e funcional, exceto uma delas, que é uma das mais novas e conservadas, mas o espelho trava em cima de vez em quando. Eu não sei se em todas elas o fotômetro funciona (também pudera, nunca nem testei…), mas eu nunca senti falta, pois já estou acostumado a não usar isso, vou no “zóiômetro” mesmo, pois já tenho uma base legal de abertura/velocidade/iso que me permitem viver sem e ainda assim conseguir os resultados que quero. Aliás, junto com elas, adquiri uma paixão pelo sistema M42, com suas lentes quase sempre muito boas e baratas (em especial minha Zenit 50mm e as várias Takumar), tanto que uso uma takumar 135mm com adaptador Canon, com ótimos resultados (faz um bokeh incrível!!!). Eu ainda não tenho uma preta (todas são “silver”), mas não tem problema, ainda não completei a coleção, he he he…

    Responder

  • Bruno
    26/09/2013 em 12:01 pm

    Minha primeira camera SLR foi uma Spotmatic preta. Estou aprendendo a fotografar com ela. Infelizmente o fotometro nao funciona mas por incrivel que pareca, a maioria das fotos que eu fiz ficaram boas. Golpe de sorte. Quase junto dela peguei uma Canon EOS 3000, bem mais nova e totalmente funcional e consegui a proeza de errar mais nas fotos com ela.
    Mas a Pentax realmente eh uma excelente escola, simples e robusta. Espero melhorar minha tecnica para tirar o maximo dela.

    Responder

    • 26/09/2013 em 8:49 pm

      Fala Bruno, esses 25, 30 anos que separam os projetos da SP e EOS 3000 são definitivos na comparação entre usabilidade e resultados obtidos com cada máquina. Se por um lado a EOS 3000 é capaz de automatizar exposição, velocidade e foco, por outro a constância na setagem automática padrão e a otimização dos sistemas de antirreflexo e da evolução na composição do material lentes tende a produzir imagens cada vez mais “puras”, livres das características específicas que equipamentos de tecnologia e projeto ultrapassado.
      Nesse ponto acho as Pentax uma ótima opção, pois dá acesso, a preços relativamente baixos, a uma infinidade de objetivas japonesas, alemãs, russas cheias de personalidade.

      Responder

  • Murilo Costa
    25/09/2013 em 2:24 pm

    Oi Pedro, tudo bom?
    Cara, tenho uma Pentax Spotmatic que ficou de herança e parece funcionar bem.
    Vc sabe se ela precisa de bateria para funcionar (mesmo sem flash)? Sei que a bateria que ela deveria utilizar já foi banida e não sei por qual substituir.
    Desde já, muito obrigado!

    Responder

    • 26/09/2013 em 8:52 pm

      Fala Murilo, a pilha exata dela não sei dizer, eu acredito que a spotmatic precisa de 1,35v para funcionamento exato do fotômetro. Hoje em dia eu uso uma bateria de aparelho auditivo, ela é bem menor do que o tamanho exato da original, então você precisa levantar um pouco o contato metálico da câmera, para preencher o espaço vazio. É mais simples do que parece. Se tiver mais duvida avisa, te posto uma foto da pilhazinha e do compartimento de bateria.

      Responder

  • 25/09/2013 em 11:27 am

    Eu tenho uma Spotmatic SPII. É a minha câmera favorita.

    Responder

Deixa aí seu comentário!