3comentários

Em tempos de 3D, Nishika N9000

por em 10/10/2013
 

Alou! Hoje vim falar sobre minha experiência com uma câmera quadrilentes.

Para quem não sabe, uma câmera quadrilentes possui quatro lentes. (SÉRIO?!). Elas são posicionadas lado a lado e com uma pequena (quase mínima) diferença de ângulo. Então quando você compõe suas quatro fotos no Photoshop ou qualquer editor de imagens, você consegue criar uma foto 3D!!! :D

Olha os testes aqui embaixo.

[Nota do Editor: clique na galeria e veja as fotos em tamanho maior porque, por algum motivo, o WordPress ficou meio maluco com elas e fica exibindo elas desse jeito aí embaixo com pequenas aparições fantasmas de miniaturas… :-) ]

Legal, né?

Essa câmera custa em torno de US$20 no ebay. É bem barata e consegue produzir imagens de qualidade boa razoável. Infelizmente ela tem uma abertura muito pequena (f/8 e f/16), o que causa uma profundidade de campo muito grande, que não é muito legal para compor fotos f*das, na minha opinião. Além disso, ela não tem nenhum controle de foco.

Outra coisa legal: a velocidade do obturador é de 1/60 e você pode usá-la com flash! Sim, eu testei ela com flash ;) E é incrível.

Agora um desabafo: a maior falha dessa câmera, na minha opinião, é a falta de uma alavanca para avançar o filme. Ela possui uma ‘rodinha’ muito mal-feita que machuca o dedo depois de algumas fotos. Porém, lembro de ter lido por aí que a N8000, versão anterior dessa câmera, possui uma alavanca de verdade. A N9000 porém é apenas uma versão feia pra caramba mais elegante e compacta.

Mas não posso reclamar. Um grande amigo me emprestou essa câmera :D. Cavalo dado emprestado não se olham os dentes, hahaha.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!