7comentários

Aprendendo a usar filtros na fotografia preto e branco

por em 14/03/2014
 

Foto acima por B. W. Perovich

Mais um post interessante da Freestyle. Entenda em detalhes porque filtros coloridos são tão úteis na fotografia preto e branco e veja como usando eles você pode sair das composições de linhas, sombras e texturas e partir para composições a partir das cores…mesmo usando filme preto e branco.

QFFSP_PT

Filme Pancromático – Como Funciona

O filme pancromático registra todas as cores de luz com os mesmos tons de cinza. A intensidade da luz (o número de fótons por polegada quadrada) é o que determina qual tom de cinza será produzido no filme.

Como enxergamos as coisas

Nossa visão NÃO é como um filme pancromático.

Nós somos mais sensíveis a luz amarela, a qual está bem no meio do nosso espectro de luz visível. Isso é sensibilidade biológica, devido a nossa visão estar adaptada a luz do sol. Nossa visão é menos sensível a luz violeta, seguida da luz azul. Essas são as que possuem a mais alta frequência de luz visível (frequência de ondas curtas).

Ao vermos diferentes cores de luz, todas com exatamente a mesma intensidade de luz, o amarelo aparece como a mais brilhante, seguida do verde, laranja, em seguida o vermelho e o azul, sendo o violeta a cor mais escura.

Devido a condições atmosféricas, ao ar livre temos uma quantidade excessiva de luz azul e violeta. Luminosidade dessas cores possuem uma frequência de ondas curtas, e não fazem foco muito bem no plano do filme, como faria a luz com frequências mais longas.

O excesso de luz azul e violeta causam uma suave “névoa” na imagem no filme, por isso é preciso filtrar de forma seletiva o excesso de luz azul e violeta, para obter fotos mais detalhadas e mais nítidas.

Em adição a sensibilidade biológica de nossa visão, nosso cérebro automaticamente corrige as cores, e nossa visão também faz ajustes de luminosidade automáticos.

Um exemplo disso é quando entramos num ambiente fechado depois de algum tempo sob a luz do dia. Quando entramos, certos tipos de lâmpada parecem emitir uma luz amarela, mas após um tempo no ambiente com luz artificial, ela nos parece branca. Se em seguida você voltar a luz do dia, verá a claridade como um ofuscante branco azulado.

Nosso cérebro e nossa visão fazem ajustes para normalizar nossa experiência com a mudança da iluminação.

O que nós enxergamos é na verdade a imagem corrigida da realidade. Quando usamos filme preto e branco precisamos entender isso para escolher o filtro correto para produzir os efeitos fotográficos desejados.

Nós também precisamos notar que nossa visão em cores nos permite ver contraste entre objetos de cores diferentes, mesmo que eles reflitam a mesma quantidade de luz. Quando vemos o céu com nuvens, conseguimos facilmente notar o contraste entre o céu azul e as nuvens brancas por causa da cor, mas em termos de intensidade da luz, o céu azul e as nuvens brancas são muito semelhantes.

Um filme pancromático sem filtros registra um dramático céu azul com nuvens brancas como sendo quase completamente branco, mal da para ver as nuvens. Isso é frustrante.

Ajustes Manuais

É necessário corrigir esse “desequilibrio” por filtrar de forma seletiva o excesso de luz azul e violeta, para que a foto preto em branco capture algo próximo da impressão que temos com nossa visão em cores.

Fotos preto e branco são uma interpretação das cenas coloridas que elas registram.

Outro elemento indesejável da luz do sol é a luz ultravioleta.

Luz ultravioleta é na verdade radiação ultravioleta invisível, a qual tem uma frequência ainda mais alta que a luz violeta visível. Esse tipo de luz possui uma largura de onda mais curta que a luz visível e é a que causa mais nebulosidade num filme preto e branco. Os filtros UV bloqueiam a luz ultravioleta, assim como alguma quantidade de violeta e excesso de luz azul.

Motivos para usar filtros para fotografia Preto e Branco.

Existem vários motivos para usar filtros em fotografias preto e branco.

O primeiro motivo, como mencionado, é remover o excesso de luz azul e violeta, para “corrigir” a fotografia preto e branco.

Outra forma de descrever isso é dizer que nós já temos uma correção automática no nosso processo visual, por isso precisamos manualmente filtrar a luz para um filme pancromático reproduzir o mesmo efeito que temos como nossa visão.

O segundo motivo para usar filtros é produzir contraste entre objetos de diferentes cores que refletem a mesma quantidade de luz.

Por exemplo, alguém vestindo uma camisa laranja e calças azuis. Se o a laranja e o azul tiverem a mesma tonalidade (refletindo a mesma quantidade de luz), no filme as duas cores teriam o mesmo tom de cinza. A solução seria escolher um filtro que clareasse um pouco a camisa e escurecesse um pouco a calça. Com isso a foto preto e branco exibiria um bom contraste, com a camisa parecendo mais clara que a calça.

O terceiro motivo para usar filtros é produzir efeitos artísticos.

As vezes a realidade não chama a atenção.

Por exemplo, fotos arquitetônicas de prédios de tijolos vermelho escuros, em filmes coloridos, os tons de marrom avermelhado não são bem registrados.

No filme preto e branco, um filtro vermelho vai clarear os tijolos produzindo um tom mais claro de cinza e revelando detalhes nos tijolos que mal enxergamos em cores.

O mesmo filtro vermelho pode ser usado em fotografia de paisagens, para adicionar drama, escurecendo o céu azul e efeitos de profundidade em sombras.

Adicionando gama dinâmica

Outro fator, é que nossa visão possuí uma grande gama dinâmica. Nós podemos enxergar algo muito brilhante contra algo muito escuro e ainda assim enxergar detalhes em ambos. O mesmo não acontece com o filme.

Uma diferença de 25% a 50% em luminosidade é praticamente imperceptível para nossa visão, mas é uma diferença muito alta para um filme. Nós temos que aprender a enxergar as coisas da mesma forma que o filme, para tirar fotos de alta qualidade.

Como os Filtros funcionam

A luz branca é composta das luzes vermelha, laranja, amarela, verde, azul e violeta.

O filtros para fotografia preto e branco deixam passar a luz da mesma faixa de cores do filtro e bloqueiam as cores complementares.

Os pares de cores complementares são:

Vermelho – Verde

Laranja – Azul

Amarelo – Violeta

O quadro abaixo mostra os 3 pares de cores complementares:

bw20

bw2

bw23

Nós escolhemos os filtros por usar esses princípios, para selecionar o melhor contraste geral em nossas fotografias.

Usar filtros mais intensos para produzir efeitos desejáveis em algumas partes, pode causar a perda de detalhes em algum outra área da foto.

A regra básica é a seguinte:

– Para clarear ao máximo uma cor, use um filtro da mesma cor.

– Para clarear levemente uma cor, use um filtro que está a 1 faixa de cor da cor desejada.

– Para escurecer levemente uma cor, use um filtro que está a 2 faixas de cor da cor desejada.

– Para escurecer ao máximo uma cor, use um filtro que está a 3 faixas de cor da cor desejada (ou seja, a cor complementar).

– Para escurecer razoavelmente uma cor, use um filtro que está a 4 faixas de cor da cor desejada (a cor complementar secundária).

Por exemplo, o filtro vermelho tem o verde como cor complementar. O filtro vermelho é usado para que árvores verdes pareçam mais escuras contra montanhas com neve. O filtro vermelho também escurece dramaticamente um céu azul, já que essa cor está a 4 faixas de cor do vermelho (complementar secundária).

Nós enxergamos a cor verde quando o filtro verde é iluminado com luz branca porque ele absorve a componente vermelha da luz branca (a cor complementar do verde). A luz branca é uma combinação de todas as cores visíveis. Um filtro verde pareceria preto, quando iluminado com uma luz vermelha.

Quando a luz componente vermelha é removida da luz branca, a luz resultante parece verde, isso acontece porque o par complementar verde-vermelho é quebrado.

Um filtro verde absorve alguma luz azul, mas tem o efeito de clarear o azul, por causa do ajuste do fator do filtro.

Um Filtro verde com um fator 3x requer que a câmera esteja aberta 1,5 stops para compensar a absorção de luz pelo filtro.

A luz verde passa pelo filtro livremente, sem perda de intensidade, então quando a câmera está aberta 1,5 stops, objetos verdes ficam mais brilhantes 1,5 stops. Objetos azuis, porém ficam um pouco mais escuros com o filtro verde, ficam mais claros após o ajuste de 1,5 stops na câmera.

Objetos verdes ficam 1,5 stops mais claros, e objetos azuis por volta de ¾ de stop a 1 stop mais claros. Objetos violeta ficariam mais escuros.

Ferramentas de trabalho

Fotógrafos de preto e branco usam filtros para remover de forma seletiva faixas de cores não desejadas assim como um escultor remove mármore não desejado de uma estátua.

 

Veja alguns filtros e como são normalmente usados:

Filtro Amarelo

bw3

Seta amarela – 2ª complementar

Violeta – Filtro complementar

UV – 2º filtro complementar

#8 Amarelo Médio [K2, Y2] Fator do filtro 2X [1-stop]

De longe o filtro mais útil para fotografia preto e branco. Esse filtro faz com que as fotos preto e branco pareçam com a cena real. O céu e as nuvens parecem naturais, assim como plantas verdes e tons da pele. As cores adquirem uma tonalidade própria de cinza. O filtro Amarelo Médio #8 pode ser usado provavelmente 60% do tempo na fotografia preto e branco. O filtro amarelo é único porque sua cor fica bem no meio do espectro visível e faz com que os tons de cinza pareçam naturais.

#3 Amarelo Claro [K1, Y1] Fator do filtro 1.5X [0,5 stop]

Similar ao Amarelo médio, porém absorve menos luz azul. O filtro Amarelo Claro é melhor para detalhes na sombras e luminosidade suave.

# 15 Amarelo Escuro [K3, Y3] Fator do filtro 3X [1,5 stops]

Esse filtro #15 também é conhecido como filtro Laranja “G” na linha Hoya.

Esse é um filtro amarelo-alaranjado, para uso quando a luz azul precisa ser absorvida. Escurece o céu azul e a água mais do que o #8 Amarelo Médio.

Efeitos dos filtro Amarelos nas faixas de cor de luz.

A resultante do filtro Amarelo 8 é similar a sensibilidade da nossa visão, por isso esse filtro faz com que tudo pareça natural nos filmes pancromáticos.

bw4

Após o ajustes ao fator do filme temos

bw5

 

Filtros Verdes

bw6

UV – 2ª complementar

R – Complementar

G – Filtro

#11 Verde (Amarelo-verde) Fator do Filtro 3X [1,5 stops]

#13 Verde (Verde-verde) Fator do Filtro 3X [1,5 stops]

#58 Verde (Azul-verde) Fator do Filtro 4X [2 stops]

Plantas verdes ajudam a ilustrar os efeitos da sensibilidade biológica. Tipicamente, jardins contem plantas que são verde-amarelado, bem verdes ou verde-azuladas. Nossa visão vê as plantas verde-amareladas como as mais claras, seguida das bem verdes e as verde azuladas sendo as mais escuras. Na verdade, todas essas são similares no sentido de intensidade de luz refletida, todos os 3 tons de verde refletem a mesma quantidade de luz.

Sem um filtro, todos os diferentes tons de verde pareceriam o mesmo tom de cinza. Para efeitos naturais, use o Filtro Amarelo-verde #11 (Hoya) num jardim que possua plantas verde-amareladas.

Os filtros permitem a passagem de luz de sua própria faixa de cor. O filtro Amarelo-verde deixa passar luz que é verde-amarelada, então plantas nesse tom de verde produzem um cinza claro nos filmes preto e branco.

Se o jardim não tem plantas verde-amareladas, então use o filtro Verde #13 (Heliopan). O filtro Verde #13 fará com que plantas bem verdes pareçam mais claras, e as verde-azuladas terão um tom mais escuro de cinza.

O filtro Verde #58 (Vivitar) é útil quando toda a cena possui folhagem verde escura. Esse filtro vai clarear um mar azul e escurecer um céu azul (o motivo é que o mar é azul-esverdeado e o céu é azul-violeta e contém muita luz UV).

Efeitos dos filtros verdes nas faixas de cor de luz

bw7

Efeitos passivos dos filtros, depois dos ajustes do fator do filtro.

bw8

Filtros Laranja

bw9

V – 2ª complementar

B – Filtro complementar

#16 Laranja (Amarelo-laranja) Fatordo filtro 4X [2 stops]

#21 KA2 Laranja (Vermelho-Laranja) Fator do filtro 4X-5X [2 stops+]

#22 O2 Laranja (Vermelho-Laranja) Fator do filtro 4X-5X [2 stops+]

O filtro Laranja #16 absorve mais luz azul que o #15 Amarelo Escuro. O #16 da mais profundidade a céus azuis, e escurece água azul. Também da mais profundidade a sombras e produz um efeito 3-D nas superfícies rochosas.

Os filtro Vermelho-Laranja #21 e #22 são mais intensos que o #16, e tem um efeito similar ao filtro Vermelho 25ª. Esses filtros funcionam bem em fotografia de arquitetura e paisagens, especialmente cenas distantes, montanhas, etc.

Efeitos dos filtros laranja nas faixas de cor de luz

bw10

Efeitos passivos dos filtros, depois dos ajustes do fator do filtro.

bw11

Filtros Vermelhos

 

B – 2ª complementar

G – Complementar

R – Filtro

#25A Filtro Vermelho fator 8X [3-stops]

É um filtro poderoso para escurecer tons verdes e azuis e clarear tons vermelhos e laranjas.

O filtro Vermelho é singular, porque está na ponta do espectro visual, e se comporta como um filtro Low-Pass.

O filtro Vermelho permite a passagem de tons de vermelho, laranja e amarelo, e bloqueia tons de verde, azul e violeta. Ele permite a passagem de luz com comprimento de onda longo e bloqueia luzes de ondas curtas e alta frequência. O resultado é que as fotos ficam super nítidas.

O céus com nuvens ficam com um efeito dramático, e produz um bom contraste em cenas com céus azul claro e oceanos.

Funciona muito bem para fotos de arquitetura, especialmente para prédios de tijolos vermelhos e revestimentos de pedra.

 

Efeitos dos filtros vermelhos nas faixas de cor de luz

bw13

Efeitos passivos dos filtros, depois dos ajustes do fator do filtro.

bw14

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!