6comentários

Assado de câmera descartável

por em 15/04/2014
 

Na maravilhosa cozinha de Dona Andrea esta semana aprenderemos como assar uma câmera de uso único. OOOPS! Programa errado!

Eu venho fazendo uma série modificações em câmeras descartáveis e decidi assar uma destas câmeras no meu forno. Você ainda não viu os posts anteriores? Eles podem ser vistos aqui e aqui.

Então, eu assei a câmera.

img022

Filme Lomography CN ISO800-135 com câmera Lomography Fisheye N.2 assado em forno por 10 minutos.

Eu já tinha feito isto com sucesso em filmes de 135. O resultado fica parecido com filme vencido. Bem legal, né?

Pra assar um filme, ou no meu caso a câmera descartável,, eu usei:

  • Câmera descartável
  • Fogão com forno
  • Assadeira ou bandeja que possa ir ao forno

Como fiz: Primeira coisa foi fotografar. Fiquei com medo de destruir a câmera durante o processo. Não me preocupei com o que eu estava fotografando porque queria mesmo é saber do resultado do assado.

Chegando em  casa, aqueci o forno na temperatura mínima (no meu forno é de 180°C) por 20 minutos. Depois disto coloquei a câmera dentro do forno por 10 minutos e em seguida desliguei o forno e esperei esfriar completamente. Retirei do forno e levei pro lab pra revelar. Fácil de fazer né?

Algumas dicas de segurança:

  • Cuidado ao usar forno, seja elétrico ou à gás, é quente e ninguém quer uma queimadura na pele. Queimar aqui, só filme!
  • Dentro da câmera tem pilha que alimenta o flash e com o calor ela pode vazar e é tóxica. Comigo não aconteceu, mas é sempre bom avisar, né?
  • Use uma bandeja ou assadeira que possa ser descartada em caso de vazar a pilha e, principalmente, não queremos causar briga com o dono da bandeja.
  • Espere o forno esfriar sim! Por causa do calor, tudo fica meio molenga e pode desmontar causando algum acidente.

“Ok, mas e os resultados?”

Antes de mais nada eu digo que não gostei do resultado. Acho que teria mais sucesso deixando mais tempo no calor do forno ou assado a câmera antes de fotografar. E em breve vou fazer de novo, mas deixando mais tempo. Aguardem!

E se você, fiel leitor, tem uma ideia louca de modificação em câmera descartável? Compartilha com a gente!

Você pode deixar sua ideia aqui nos comentários ou no Facebook através da Fan Page e no Grupo Queimando Filme

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Breno Santos
    02/10/2014 em 10:31 pm

    Indo pro forno agora, vou colocar o filme lá e ver o que dá.

    =D Valeu, querida.

    Responder

  • Breno Santos
    02/10/2014 em 6:46 pm

    Andrea, hoje eu vou assar só o filme. Depois de assado, preciso avisar no laboratório? :)

    Responder

    • 02/10/2014 em 8:15 pm

      Bom, seria legal avisar. Dependendo do lab eu aviso sim, principalmente para que eles tenha cuidado ao manusear meus negativos. Alguns labs recusam filmes com alguma manipulação e outros nem ligam. Já tive filmes recusados em labs e já aconteceu de eu não avisar e o lab acha que tinha danificado a película. Sempre melhor ser honesto com o lab e avisar que o filme tem alterações. =D

      Responder

  • Nayra
    26/04/2014 em 4:44 pm

    Cara, é quase o mesmo que deixar a camera no carro,no sol em belém.. e eu me desespero quando isso acontece. Mas bom saber que nao detona tanto assim… a camera pôde ser reutilizada?

    Responder

    • 27/04/2014 em 2:18 pm

      Não sei se é o mesmo que deixar no calor do carro, porque acho que a temperatura interna não deve chegar aos 180°C de uma forno convencional. Nunca medi de fato e conhecendo o calor de Belém, desconfio que possa sim causar alguma modificação na estrutura do filme. Eu já deixei rolos de filme 120, que tem uma proteção menor (carretel, papel e plastico), no porta-luvas do carro e notei que as cores não ficaram como deveria. Todo calor modifica o filme. O que eu sugiro é que você deixe o rolo de filme ou câmera descartável por dias em um carro pegando sol pra ter um resultado que seja notável. Eu vou fazer isto quando chegar o verão pra ver no que é que dá.
      Quanto ao reuso da câmera, eu ainda não consegui reutilizar a câmera descartável da Kodak, mas vi que de outras marcas é possível colocar outro filme e usar novamente.
      Aqui no Queimando Filme estou tentando encontrar uma maneira de reutilizar as câmeras descartáveis da Kodak, que são as que eu uso, e assim que chegar a um resultado bacana volto para contar. Enquanto isto, tem um tutorial bacana no site do Julio França (DX Foto) tem um tutorial bem legal. E se caso você descobrir como faz pra reutilizar a Kodak descartável, vem aqui e conta pra gente, ok? =D

      Responder

  • lannaemilli
    16/04/2014 em 10:50 am

    Eu curti as cores! =)

    Responder

Deixa aí seu comentário!