19comentários

Parodinal: um revelador que não dá dor de cabeça

por em 16/06/2014
 

Conseguir os químicos para revelar nossos filmes em casa, assim como os demais suprimentos, tem ficado cada vez mais difícil. Seria muito bom se conseguíssemos resolver esse problema e fazer nossos próprios químicos em casa, não é? Se você não sabia, fique sabendo: há várias opções de reveladores que podem ser feitos no banheiro de casa ou até mesmo na cozinha, como é o caso do Cafenol, já comentado diversas vezes aqui no site.

Nesse artigo em particular, eu gostaria de falar a respeito do Parodinal, um revelador cuja síntese demanda componentes um pouco mais específicos que o Cafenol, mas que permite resultados mais previsíveis e que também não é difícil de fazer.

O Parodinal é uma cópia caseira do Agfa Rodinal, um dos mais antigos reveladores registrados, patenteado em 1891 pelo Dr. Momme Andresen. Ele é um revelador universal que pode ser usado nos mais diversos materiais com prata fotossensível e começou a ser produzido com pequenas modificações por diversas empresas uma vez que a Agfa alemã fechou e seu direito pela patente do revelador terminou.

Deixando de enrolação e indo direto ao ponto, para fazer o Parodinal são necessários basicamente 4 elementos:

  • paracetamol (isso mesmo, o comprimido para dor de cabeça),
  • água destilada,
  • sulfito de sódio e
  • hidróxido de sódio.

O paracetamol pode ser usado na forma de comprimidos mesmo, desde que bem esmagados até virar pó, mas o ideal é usar o pó puro, o qual nunca encontrei. A água destilada, o sulfito de sódio e o hidróxido de sódio podem ser comprados sem problemas em lojas que vendem produtos químicos para análise e com o tamanho dos potes vendidos você vai poder fazer Parodinal pro resto da vida.

São várias as fórmulas de Parodinal encontradas na internet, então vou colocar aqui apenas o passo a passo que eu segui e tem me servido muito bem na hora de fazer o meu revelador.

Ingredientes:
20 comprimidos de Paracetamol 750mg
20 g de Hidróxido de Sódio
50 g de Sulfito de Sódio
Água destilada
Frasco âmbar de vidro de 250ml

Passo a passo:
1. Macere os comprimidos de paracetamol até que virem um pó fino. Para fazer isso, eu os coloquei em um saco plástico reforçado e bati com um martelo levemente até que virassem pó.

  1. Em um recipiente de vidro, coloque 150ml de água destilada e dissolva o hidróxido de sódio na água. TOME CUIDADO: a mistura vai ficar quente e o hidróxido de sódio queima a pele!

  2. Misture o paracetamol macerado na mistura ainda quente pois o calor vai ajudar o pararetamol a se dissolver mais rápido.

  3. Com a ajude de um funil, despeje a solução de hidróxido de sódio e paracetamol dentro do frasco âmbar.

  4. Agora é hora de adicionar o sulfito de sódio direto no frasco âmbar, isso deve esfriar a mistura.

  5. Para finalizar, basta completar o frasquinho até os 250ml e aguardar 72h para que a reação química aconteça e o revelador esteja pronto para usar.

Depois de pronto, é normal a formação de cristais no fundo do recipiente âmbar. Eles ajudam a conservar o Parodinal (que já é famoso por não estragar praticamente nunca). Para saber se o revelador prestou, pingar uma gota do revelador puro sobre um pedaço de filme exposto não revelado serve como um teste bruto. O ponto deve ficar preto rapidamente. Para finalizar, O Parodinal pode ser usado tanto para revelar papéis fotográficos, usando diluições de 1:100 a 1:500, quanto para filmes, com diluições que vão de 1:25 a 1:100 normalmente, sendo que eu sugiro usar os tempos e diluições do The Massive Dev Chart como base para revelação.

Abaixo, algumas fotos reveladas com esse químico. Ah! E se você está chegando agora no mundo da revelação e quer entender o processo todo, experimente ler os outros artigos da categoria “revelação” aqui do site.

 

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • 01/04/2016 em 4:35 pm

    olá Mario tranquilo?

    Estou começando agora no mundo da fotografia analógica e andei pesquisando sobre o assunto e vi muitas formulas de revelador que são bem difíceis de se faze já que o Revelador da Kodak ou outros são bem caros, vim esclarecer duas duvidas a primeira e se com o Parodinal também revela fotos de papeis Fotográfico? a outra duvida é qual o tanto de Parodinal deve ser diluído na água para colocar no tanque e qual o tempo de balançar tanque para concluir a revelação do filme.. obrigado desde já

    Responder

  • André
    30/08/2015 em 10:35 pm

    Estevam e Mário, pelo que li, o hidróxido de potássio no lugar do hidróxido de sódio não deixa cristais, ele tem melhor solubilidade. Não testei, apenas li neste link http://www.martinzimelka.com/homepage/Blog/Entries/2012/9/10_Parodinal.html
    Abraço e parabéns Mário!

    Responder

  • Natasha Teixeira
    07/08/2015 em 3:37 pm

    Amei o post… Sou estudante de fotografia e apaixonada pela arte da revelação manual! A praticidade e rapidez da digitalização das imagens pode ser bem útil nos dias de hoje, mas não se compara a beleza da revelação manual.. Quero muito aprender a realizar o processo de revelação pois me encanta essa parte da fotografia.. Ah, parabéns pelo site, tem ótimas dicas e informações super úteis, estou aprendendo muito aqui com você!

    Responder

  • Mário Freitas Neto
    07/01/2015 em 10:46 pm

    Valeu o comentário, Leonardo! Massa que conseguisse o paracetamol puro, o teu revelador vai ficar ainda melhor. Acho que o Hidróxido é o anidro sim, Para Análise (PA).

    Abraço!

    Responder

  • Leonardo Odilon
    07/01/2015 em 7:10 am

    Ótimo artigo e belas fotos…. estou entrando no mundo da revelação e quero fazer o Parodinal, consegui o paracetamol puro mas estou com uma duvida, o hidróxido é anidro certo?

    Muito obrigado
    Abraço

    Responder

  • luiza
    23/06/2014 em 4:03 pm

    A quarta foto está lindíssima!

    Responder

  • Mauro R. Veiga
    23/06/2014 em 10:34 am

    Obrigado! :-)

    Responder

  • mariofreitasneto
    23/06/2014 em 9:44 am

    Mauro, show de bola suas fotos com o parodinal! Estou com uns HP5 aqui para testar e espero conseguir resultados tão bons quanto os seus. Aquele retrato do senhor, particularmente, está muito bonito.

    Abraço!

    Responder

  • mariofreitasneto
    23/06/2014 em 9:43 am

    Oi André!

    Curti muito seus resultados com o caffenol, fotos belíssimas! Quanto às vantagens do parodinal, eu realmente não sei dizer ao certo. Acho que como utiliza medicamentos e produtos para análise deve ficar mais fácil de controlar o resultado final do que com o caffenol, que acaba dependendo das variações do café, entre outros. Eu diria que não há porque trocar de revelador se você está satisfeito com o que tem usado, a não ser que seja para experimentar.

    Abraços!

    Responder

  • 18/06/2014 em 3:24 pm

    Olá Mário, tudo bem?

    Excelente artigo! Você poderia me dizer qual vantagem você vê no Parodinal sobre o Caffenol?
    Eu utilizo o caffenol e estou bastante satisfeito com os resultados, mas se existe uma alternativa melhor…

    Um de meus resultados com caffenol: http://www.dehsigner.com.br/albums/caffenol-2/

    Valeu, abração!

    Responder

  • Mauro R. Veiga
    18/06/2014 em 10:14 am

    Perfeito! Foi exatamente como fiz e funcionou muito bem, fiquei satisfeito com o resultado.
    Aqui minhas primeiras revelações com o Parodinal: https://www.flickr.com/photos/107202673@N05/sets/72157644665275677/

    A unica coisa diferente que ocorreu comigo foi que demorou mais de 72 horas para a solução ficar escura – estabilizou com uns 5 dias, mas funcionou.

    Responder

  • Mário Freitas Neto
    17/06/2014 em 2:39 pm

    Wilker, nunca pesquisei a respeito, então realmente não sei dizer.

    Responder

  • Mário Freitas Neto
    17/06/2014 em 2:38 pm

    Duarte, o revelador é o Rodinal. O parodinal é uma cópia supostamente idêntica desse.

    Responder

  • Duarte
    17/06/2014 em 9:56 am

    Qual o revelador equivalente ao parodinal? Queria ver os tempos mas não encontro no the massive dev chart

    Responder

  • Wilker Melo
    16/06/2014 em 11:06 pm

    É possível utilizar Parodinal para revelar filmes C-41 como o Caffenol faz? Alguém já tentou?

    Responder

  • Mário Freitas Neto
    16/06/2014 em 5:31 pm

    Realmente 25Kg não tem condição de comprar, a não ser que vá se fazer parodinal em larga escala. Dá pra fazer cerca de 1660 frascos com isso! Hehehe. Quanto a fazer com potássio ao invés de sódio, me parece que o original usava potássio sim, mas não sei dizer se há alguma vantagem ou desvantagem reais em usar os compostos com potássio. Abraços!

    Responder

  • Mário Freitas Neto
    16/06/2014 em 5:27 pm

    Tiago, isso mesmo! Completa-se com água destilada até encher o potinho de 250mL. Depois é só deixar descansar em temperatura ambiente e longe do sol por 3 dias e pode usar.

    Responder

  • 16/06/2014 em 3:31 pm

    “Para finalizar, basta completar o frasquinho até os 250ml”. Completar com o quê, a água destilada?

    Responder

  • Estevam
    16/06/2014 em 2:49 pm

    Eu acei paracetamol em pó para vender, mas só em saco de 25kg pr R$ 1500,00…
    Vou continuar no caffenol pelo menos até acabar meu estoque de vitamina C.
    Obs: Li em algum lugar que é melhor usar hidróxido de postássio em vez do de sódio.

    Responder

Deixa aí seu comentário!