1comentário

Holga do Bratislava é uma música que cheira naftalina. De um jeito bacana.

por em 29/08/2014
 

Eu gostei muito desse clipe, mesmo, e acho que seria legal compartilhar aqui com os leitores do Queimando Filme. Acho que alguns devem ter visto na magazine da Sociedade Lomográfica ou já conhecem a banda, mas para quem ainda não viu fica a dica: bom som, visual bacana, uma daquelas bandas atuais que valem a pena ser ouvidas. E vistas, não é?

Artigo publicado originalmente na magazine da sociedade lomográfica

Nossa memória por vezes precisa de uma forcinha, um backup que ajude a guardar os melhores momentos de nossa vida. A fotografia analógica é um jeito bem peculiar de fazer isso. Veja uma clipe que fala disso, com o nome de uma das câmeras que mais gosto, mas com a participação de outra médio formato bastante conhecida de todos nós.

Imagine um rolê fotográfico, por lugares que você já conhece ou que ainda está conhecendo? Agora pensa numa música. Pronto, é só assistir esse clipe do Bratislava.

Captura de Tela 2014-08-23 às 05.15.50

Entre viagens e lembranças esse clipe tem a participação de uma Diana F+ (junto com uma rolleicord, se não me engano) e é uma viagem literalmente. Tem essas cores de foto de quando éramos criança e hoje temos a sensação de que essas eram as cores da nossa realidade, e isso é mostrado nesse clipe.

Captura de Tela 2014-08-23 às 05.15.33

Uma atmosfera de nostalgia, de lembrança boa. Pode ser de épocas infantis ou viagens contemporâneas, o que importa é a emoção ligada a memória.

É uma música retirada do disco Carne, lançado em 2012. E foi dirigido por Erick Donate e Augusto Carmo.

Holga é sobre memória. Nosso protagonista se senta num boteco, pede uma breja e se lembra das últimas viagens que fez. Lembra quando foi pro Pará, e as imagens que passam por sua cabeça, inevitavelmente por vício da memória, estão ligadas às fotos que tirou lá no centro de Santarém, com os amigos. Depois lembra de outra viagem, pra Montevidéu, feita na qual estava sem câmera. E, curiosamente, não lembrava “menos” da viagem. A lembrança dos locais era vívida, dançava em sua memória. E aí fica se perguntando qual das memórias lhe era mais valiosa e plural.

bratislava-carneVale muito a visita, o som da banda é bacana. Escute, assista, mas principalmente, LEMBRE!

O Bratislava mistura estilos musicais diversos a letras com gostinho de livro, juntando acontecimentos do dia a dia a universos absurdos e fantásticos. Em suma: um malote soteropaulistano de couro e drive, repleto de selos, calaveras e bandeirolas.

Eu não conhecia, mas acabei curtindo o som do Bratislava, já estou ouvindo e recomendo.

Escute e Baixe a música Holga no BandCamp do Bratislava.

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!