2comentários

Papo Analógico #3: antes tarde do que nunca… ;)

por em 17/09/2014
 

Ufa! Para todos os que andavam se questionando “o que aconteceu com o Papo Analógico, aquele podcast hiper descontraído?”, aqui estamos! Apesar dos pesares – e inúmeros contratempos, PhotoImage Brasil, etc – eis que surge, das cinzas, a terceira edição do podcast, fruto da parceria dos sites Queimando Filme e Papo de Fotógrafo.

Antes de mais nada, vale citar que o podcast foi gravado há algum tempinho já, e várias das coisas comentadas nesse podcast já aconteceram – como o FilmePalooza no DF e a Fuji ter tirado de linha a GF670, só porque eu a citei como objeto de desejo -. Dos que participaram da gravação, apenas a Ana fez as honras pelo lado do Papo de Fotógrafo, enquanto do nosso lado participamos: o chefe, André Correa; o comedor de tartarugas & papagaios, Orlando Calheiros; o idealizador do FilmePalooza no DF, Samuel Paz; e claro, eu – Bruno Massao.

Não acho justo ficar enrolando com textos, então, sem mais delongas… Aqui está o Papo Analógico #3!


ABAIXO VOCÊ CONFERE OS LINKS CITADOS NO PODCAST:

Edição anterior do Papo Analógico:
Papo Analógico #1: O novo Podcast do Queimando Filme
Papo Analógico #2: Gosto pessoal e afins…

Geral:
MS Optical Perar 24mm f/4 Super Wide
500px: Set Vamos a la playa por André Correa
Formula 1: The Roaring 70’s
FilmePalooza #DistritoFederal

Fotógrafos sugeridos:
Rainer W. Schlegelmilch
Dorothea Lange
Antanas Sutkus

Filmes citados:
Agfa Scala 200
Kodak Pro Image 100
Kodak Ultramax 400
Kodak Ektar 100

Câmeras citadas:
Fuji GF670
Leica M3
Leica M3 (1954 – 1967) por Ken Rockwell
Olympus 35SP
Canonet QL17 GIII

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Geraldo
    11/10/2014 em 10:04 pm

    Conserto câmeras fotográficas a 20 anos e passei da analógica para a digital, antes consertava relógio, e tinha um laboratório colorido manual depois comprei um minilab da fuji analogico e hoje esta parado devido a queda da revelação, mais fica sempre a saudade da qualidade que ainda é bem diferente da digital.

    Responder

  • Matheus
    19/09/2014 em 3:50 pm

    só para completar, tem kodak gold iso 200 também…

    Responder

Deixa aí seu comentário!