0comentários

Holocausto Alienígena

por em 15/09/2016
 

Marcus Vinicius Garrett Chiado é figura fácil nos meios e eventos relacionados a games e computadores dos anos 80, com dois livros sobre o inicio da industria dos games no Brasil,  uma revista eletrônica  que mantem desde 2004, provavelmente é uma das maiores autoridades no assunto, tanto que esta para lançar o primeiro documentário sobre o assunto. Mas oque me fez traze-lo até aqui foio o Holocausto Alienígena, um curta em super 8( pelo menos boa parte em super 8 ) que ele fez e esta lançando…

Pra começo de conversa, você é um cineastra?

..Bem, na verdade MESMO, eu estou envolvido com o mundo dos videogames clássicos e dos microcomputadores antigos, já escrevi livros sobre o tema, tenho uma revista eletrônica sobre isto desde 2004, a Jogos 80, e estou produzindo agora um documentário sobre isto….A minha formação é em Rádio e TV (Comunicação Social), mas não cheguei a trabalhar profissionalmente na área…Eu tive disciplinas técnicas na faculdade, mas não foram tão aprofundadas, creio, como em cursos de fotografia ou em uma faculdade de cinema realmente…

Seu primeiro filmeKodak_1889575_7266_TXR464_Tri_X_Super_304351?

…Eu sempre adorei cinema, adoro filmes B, filmes antigos, e sou super fã da série Além da Imaginação, a original em preto-e-branco… Adoro os filmes do Roger Corman Eu já tinha feito uns curtas em VHS quando moleque, quando tinha 16 anos, 17… “Motel Bates” e “Quinta-Feira 12: Gerson Vive!” Hoje tenho 43 anos… Por mais que a gente ache legal filmar em vídeo, eu tinha o sonho de filmar em película, só ouvir o “prrrrrrrrrrrrrrrrrrr” do filme girando já é um prazer imenso, uma sensação muito legal…

Como foram as filmagens edição e etc?

…Como as câmeras Super 8 não têm foco automático, tudo o que você vai filmar precisa ser medido com fita métrica e o foco feito à

mão, regulado à mão…usei refletores de halogênio…Eu não sou um cara técnico, foi na tentativa e erro, hehehehe  Usei filme preto-e-branco e sem som, tivemos que refazer todo o áudio posteriormente…O processo de revelação e depois a telecinagem foram feitos por um sr., o Roberto Buzzini, que mexia ou ainda mexe com isso há décadas.Esqueci o nome da empresa dele mas acho que tem nos créditos do filme, no final.

…Como eu te disse, 80% foi feito em Super 8 o resto em MiniDV por logística e apliquei efeitos no MiniDV para ficar parecido com o Super 8…

d70_4244-edit

…A música e os efeitos sonoros foram feitos por um amigo britânico que é fã também…Os efeitos práticos foram feitos por mim…

…Os efeitos em CG foram feitos por um amigo americano que faz efeitos para filmes em Hollywood. A narração a lá “Além da Imaginação” foi feita por um amigo americano também…

Em resumo apesar da formação vc não tinha experiencia com filmes, revelação, iluminação, e mesmo assim foi la meteu a cara e fez um curta super 8.

Exato, hehehehhe

Segue então os link do curta, e das fotos de making of.  e para quem tiver interesse em Ataris Comodores e etc, os links da revista, do saite do Marcus e da pagina do doc.

 

Quanto vale esse post pra você?
Pense nisso e, se achar justo, colabore conosco! Você pode apoiar o Queimando Filme através de doações (faça a sua aqui!), divulgando esse post para seus amigos, ou até simplesmente clicando nos banners dos anunciantes! Tudo isso ajuda o Queimando Filme a continuar postando conteúdo de qualidade para todos os amantes da fotografia analógica ;-)

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe uma resposta »

 

Deixa aí seu comentário!